TCC - Medicina

URI Permanente para esta coleção

ILACVN - Centro Interdisciplinar de Ciências da Vida

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 157
  • Item
    Imersão intensa: experiências marcantes em urgência e emergência.
    (2024) Espinoza Gonzalez, Erica Adriana
    O presente trabalho aborda experiências vivenciadas ao longo do segundo semestre do ano 2023 durante o estágio em Urgência e Emergência na rede de saúde de Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu, incluindo o Pronto Socorro do Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL), o Pronto Socorro do Complexo Hospitalar Municipal e Maternidade de São Miguel Arcanjo, a Unidade de Pronto Atendimento João Samek e a Unidade de Pronto Atendimento Dr. Walter Cavalcanti. O objetivo é analisar situações que apresentaram desafios no desenvolvimento do raciocínio clínico e no manejo dos pacientes, bem como revisar o conhecimento teórico em fontes confiáveis como livros, artigos e portais de evidência cientifica/clínica para embasar as condutas adotadas pela equipe de saúde. Além disso, pretende-se compartilhar as experiências pessoais em cada situação enfrentada, destacando dificuldades e sentimentos que influenciaram o atendimento, e realizar uma auto avaliação coerente com o aprendizado durante o estágio, identificando áreas para melhoria. Os casos clínicos descritos envolveram a participação ativa da estagiária no atendimento hospitalar, incluindo a realização de procedimentos médicos sob supervisão. O estudo foi realizado por meio de anotações sobre os casos clínicos, atividades realizadas e identificação de pontos a serem aprimorados. Nos ambientes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do hospital, os profissionais de saúde precisam estar ainda mais preparados e habilidosos. Os atendimentos devem ser rápidos e focados, para não desperdiçar tempo crucial para o paciente. É nesses momentos que desenvolvemos nossa capacidade de lidar com situações sob pressão e com casos clínicos mais complexos, conforme enfrentamos cada paciente. Observou-se um progresso na estagiária ao longo do estágio, com esforços constantes para integrar a teoria estudada com as situações clínicas vivenciadas.
  • Item
    Internato no consultório na rua.
    (2024) Shiroma, Fábio Nagai
    A população em situação de rua é um grupo que, apesar de heterogêneo, sofre pela exclusão social com implicações em sua saúde, uma vez que a vulnerabilidade social age como determinante de saúde. Uma forma para reverter as iniquidades existentes no direito dessa população foi a criação dos Consultórios na Rua, como equipe da atenção primária à saúde direcionada especificamente para este grupo. O presente relato de experiência visa demonstrar que o consultório na rua pode ser um campo de estágio para aprendizado em atenção primária à saúde com excelência na formação de discentes de medicina, assim como discutir nuances e vivências do atendimento a essa população.
  • Item
    Interações medicamentosas em unidades de emergência médica, um relato de caso.
    (2024) Hermes, Daniele
    As interações medicamentosas podem definir o sucesso ou não de um tratamento, ademais, é importante considerar particularidades sobre os pacientes, como no caso, em que a enferma é puérpera, que também podem refletir no desfecho dos tratamentos. Assim, uma mulher de 16 anos de idade foi admitida em uma unidade de emergência de Foz do Iguaçu e de acordo com sua mãe, a paciente havia sido acometida por duas crises convulsivas seguidas de cefaleia. Durante o tratamento, ela recebeu 2ml de dipirona sódica 500mg/ml via endovenosa, além de 2 ml de metoclopramida 5mg/ml para o controle dos sintomas. Após 12 horas de observação foi liberada, porém as crises convulsivas retornaram no dia seguinte. A nova prescrição incluiu uma dose de Diazepan 10mg mais Fenobarbital 100mg, bem como uma tomografia craniana que não demonstrou alterações. Durante a entrevista com a familiar, verificou-se que havia diagnóstico de epilepsia desde os 12 anos em tratamento com Lamotrigina 25mg e Carbamazepina 200mg duas vezes ao dia, ademais, a paciente era puérpera de 22 dias. Nesse sentido, o objetivo desse relato de caso foi discutir sobre o potencial risco para a paciente da polifarmácia, especialmente no sentido da interação medicamentosa, além da duplicação ou contraindicação medicamentosa no cuidado da emergência. O desfecho do caso mostrou que é fundamental refletir sobre a farmacocinética dos anticonvulsivantes, especialmente durante o puerpério, para que o sucesso do tratamento seja atingido.
  • Item
    Ambientes digitais de exercício interprofissional: uma experiência do pet-saúde frente aos impactos da pandemia Covid-19.
    (2024) Ferreira, Maico Lau Cibils
    A pandemia do COVID-19 gerou profundas repercussões sobre as dinâmicas de trabalho na área da saúde, remodelando os ambientes pelos quais as práticas laborais interprofissionais se desenvolvem. O PET-Saúde, marcadamente estruturado com o objetivo de ser um indutor do interprofissionalismo, nesse cenário, reformulou atuação de discentes, docentes e profissionais da saúde, que a partir da pandemia passaram a desenvolver atividades interprofissionais por meios virtuais. Este estudo teve como objetivo compreender os impactos da migração de ambientes presenciais para virtuais no trabalho interprofissional desenvolvido no Programa PET-Saúde. Trata-se de um estudo de caso, de abordagem quantitativa e qualitativa. Participaram do estudo 16 integrantes da nona edição do programa, a saber: nove discentes, dois docentes ou tutores das graduações da área da saúde e cinco profissionais da saúde vinculados a entidades de saúde participantes do programa. Os dados foram coletados, no mês de novembro de 2023, por meio de um questionário online, elaborado pelos autores com base na literatura e, submetidos à análise de conteúdo temática. Os resultados obtidos proporcionaram uma análise reflexiva sobre como a migração entre diferentes ambientes de exercício do interprofissionalismo, notadamente do presencial para o virtual em meio à pandemia, impactou o trabalho interprofissional promovido pelo PET-Saúde. Identificou-se uma dualidade nas percepções sobre a articulação entre ensino, serviço e comunidade. A maioria dos participantes reconheceu a possibilidade de estabelecer articulações entre ensino, serviço e comunidade, mas também destacou que a integração virtual entre os membros da equipe apresentou desafios e prejudicou o entrosamento. Conclui-se por meio deste estudo que o ambiente virtual é um território desafiador, mas dotado de grandes potencialidades ao exercício da interprofissionalidade, merecendo tais características serem exploradas e aprofundadas. Além disso, ressalta-se que, apesar dos desafios, o ambiente virtual oferece uma série de oportunidades e potencialidades para a prática interprofissional, como a facilidade de comunicação, compartilhamento de recursos e trabalho em equipe remoto. Portanto, é crucial que essas características sejam reconhecidas e exploradas de modo a otimizar a colaboração interprofissional e promover melhores resultados no ambiente virtual.
  • Item
    Relatório descritivo e reflexivo do internato de urgência e emergência do SUS.
    (2024) Dianin, Samuel Henrique Granero
    O internato de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS) é uma etapa importante da formação médica, que tem como objetivo preparar os estudantes para atuar em situações de emergência e atendimento de pacientes gravemente enfermos. Este Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) apresenta um relatório descritivo e reflexivo sobre a vivência no internato de urgência e emergência do SUS, realizado nos serviços de referência, como hospitais e UPAs, de Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu, no Paraná. O estágio teve duração de cinco meses e durante este período, foi possível vivenciar o cotidiano da emergência, participar de procedimentos médicos e atendimentos às urgências. Durante o estágio, foram realizados atendimentos de pacientes com queixas diversas, como dor torácica, pneumonia, descompensação de doenças crônicas como DPOC entre outras. Através da metodologia de relato de caso, buscou-se identificar os principais problemas de saúde dos pacientes, discutir as hipóteses diagnósticas e avaliar as condutas terapêuticas adotadas. Além disso, a reflexão sobre os casos clínicos permitiu compreender a importância do acolhimento no processo de cuidado, a necessidade de uma abordagem humanizada e a importância da atuação da equipe multidisciplinar. Dentre os diversos pacientes observados, foram selecionados os casos mais prevalentes e então relatados cinco estudos de caso neste trabalho. Assim, foi possível observar a importância da rápida avaliação do paciente, assim como a tomada de decisão e o trabalho em equipe para garantir um bom prognóstico. Durante o estágio, também foi possível refletir sobre o funcionamento do SUS e os desafios enfrentados pelos profissionais que nele atuam, observou-se sobrecarga de trabalho e a falta de recursos em alguns momentos, o que demonstra a necessidade de melhorias no sistema de saúde. Em síntese, o internato de urgência e emergência do SUS foi uma fase fundamental da formação médica, que proporcionou uma visão mais ampla e realista da prática médica. Foi um período de muito aprendizado, que contribuiu para o aprimoramento técnico e humano, preparando para enfrentar os desafios da profissão.
  • Item
    Vivências do internato em urgência e emergência no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de Foz do Iguaçu.
    (2024) Almeida, Fellipe Roberto Biagi de
    Este trabalho apresenta um relato das experiências e atividades vividas e desenvolvidas pelo acadêmico ao longo do internato em Urgência e Emergência (UE) do SUS, do curso de Medicina da UNILA, no período compreendido entre os meses de setembro e dezembro de 2022. Os cenários de prática compreenderam três serviços de assistência à saúde na cidade de Foz do Iguaçu (Hospital Municipal Padre Germano Lauck, UPA João Samek, UPA Walter Cavalcanti Barbosa) e um em São Miguel do Iguaçu (Complexo Hospitalar Municipal). O escopo do internato em UE do SUS, a citar um deles, é desenvolver no acadêmico habilidades referentes ao contexto do atendimento e de tomada de decisões e condutas relacionadas a agravos de ordem clínica ou traumática que demandam atenção rápida. De modo a elucidar os temas associados às práticas e experiências vividas, este trabalho foi dividido em capítulos, sendo nesses discutidos tópicos diversos. Inicialmente, é elaborada uma revisão a respeito da construção e estruturação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências e suas características na cidade de Foz do Iguaçu. Os capítulos seguintes abordam relatos e discussão de casos clínicos vivenciados nos cenários de prática, experiências pessoais e profissionais do interno, procedimentos invasivos realizados, identificação de uma questão-problema e proposta de intervenção, reflexão a respeito da ética na relação entre o estudante de medicina e a sociedade e, finalmente, o comportamento do profissional de medicina ante as redes sociais. Em suma, se conclui que os serviços de assistência à saúde no âmbito da UE em Foz do Iguaçu apresentam um contexto com potencial para melhorias no que tange ao fluxo e qualidade do atendimento, que podem ser estimulados positivamente, dentre várias formas, com a capacitação profissional, de modo a objetivar e garantir um atendimento adequado aos pacientes.
  • Item
    Desnutrição e doenças associadas em crianças do Haiti.
    (2024) Edouard, Loudrige
    A desnutrição infantil é uma condição de origem multifatorial que, muitas vezes, tem suas raízes na carência econômica. Ela se manifesta quando o corpo não recebe os nutrientes necessários para seu funcionamento regular devido à inadequada ingestão quantitativa e qualitativa ou dificuldades na absorção dos nutrientes recebidos. Um problema de saúde pública que afeta pessoas de todas as faixas etárias, especialmente crianças e em comunidades com acesso limitado a alimentos nutritivos. O objetivo deste trabalho é apresentar uma revisão de literatura sobre desnutrição e doenças associadas em crianças do Haiti. Este estudo constitui uma revisão de literatura do tipo narrativa. Para realização do levantamento bibliográfico, foram consultadas as bases de dados LILACS, SciELO e Google Acadêmico; além de serem utilizados os seguintes descritores: desnutrição, criança, doenças, Haiti e nutrição infantil. Os idiomas considerados na busca foram o português, inglês, espanhol e o francês, com período de publicação entre 1950 e 2023. Este trabalho apresentou as múltiplas causas de desnutrição em crianças em diferentes idades e também doenças associadas a este problema. Mediante a essa revisão, entende-se que a desnutrição e suas doenças associadas configuram-se em um problema significativo entre as crianças do Haiti. O país enfrenta desafios socioeconômicos, incluindo pobreza generalizada, instabilidade política e desastres naturais frequentes, que contribuem para a prevalência da desnutrição.
  • Item
    Relatório técnico diagnóstico situacional da UBS Parque Presidente - Foz do Iguaçu, 2023.
    (2024) Valdés Rubio, Carlos Andrés
    A Atenção Primária à Saúde (APS) tem como objetivo acolher a população para ajudar e prestar serviços em todas as suas dimensões, utilizando os princípios básicos do Sistema Único de Saúde (SUS), que proporciona uma série de benefícios a todos que dela necessitam. A partir disso, são analisados ​​diferentes perfis populacionais para avaliar quais as suas necessidades e quais ações o SUS pode realizar para auxiliar essa população. Este trabalho serve como ferramenta para entender o processo saúde-doença de uma determinada população, essencial para que os profissionais de saúde compreendam a sua comunidade e criem estratégias de intervenção baseadas nas suas necessidades.
  • Item
    Relato de prática de um interno de medicina no contexto da rede de urgência e emergência em Foz do Iguaçu - PR.
    (2024) Arco, Lara dos Santos
    O presente trabalhalho de conclusão de curso consiste em um relatório centrado na experiência prática de uma estudante de medicina inserida no cenário prático do internato em Medicina na Rede de Urgência e Emergência do SUS no município de Foz do Iguaçu. O objetivo do trabalho trata-se da análise teórica bibliográfica acerca da estrutura da Rede de UE comparada com a realidade prática do contexto citado, bem como das principais urgências e emergências médicas vistas nesse cenário e seus respectivos manejos do ponto de vista científico. Para tanto, além da descrição observacional, foi realizada revisão da literatura atualizada e da medicina baseada em evidências como subsídio da pesquisa e discussão. Nesse sentido, identificaram-se disparidades e ressonâncias entre o que é proposto teoricamente e a realidade em diversos aspectos da rede de UE, sendo eles a estruturação da rede e suas lacunas, os desafios dos profissionais em suas atuações, as abordagens dos casos mais prevalentes considerando os recursos disponíveis no sistema dentre outros. Para além disso, destaca-se também a contribuição desta discussão para a formação acadêmica médica, considerando a inserção no serviço, o incentivo à análise crítica da realidade e a proposta de intervenções para os problemas apresentados, uma vez que tal exercício propicia aos acadêmicos maior sensibilidade e criticidade preparando-os para o futuro profissional.
  • Item
    Levantamento de casos de violência contra a mulher em Foz do Iguaçu-PR acompanhados no CRAM no período de 2018-2021.
    (2024) Challco Mercado, Audri Josefa
    O alto índice de mulheres vítimas de violência, mesmo com o passar dos anos, continua alarmando as organizações mundiais. No Brasil, em 2006, foi sancionada a Lei Maria da Penha que categoriza a violência em cinco tipos: física, moral, psicológica, sexual e patrimonial. Entre as instituições que participam na rede de proteção à mulher está o CRAM. O objetivo da pesquisa foi investigar os casos de violência contra a mulher que foram acompanhados no CRAM, em Foz do Iguaçu-PR, no período de 2018-2021, identificando, principalmente, o tipo de violência mais frequente e o padrão do agressor. Trata-se de uma pesquisa documental e transversal de caráter quantitativo e descritivo. Para tanto, foram selecionadas as fichas de mulheres brasileiras e residentes em Foz do Iguaçu-PR, maiores de 18 anos, com atendimento no CRAM Rejane Marisa Dal Bó desde 01 janeiro de 2018 até 31 de dezembro de 2021. Estas informações foram contabilizadas respeitando o instrumento de coleta de dados: busca pelo serviço, estado civil, escolaridade, acesso ao SUS, situação empregatícia, tipo de violência, filhos, dados do provável autor da violência e encaminhamentos realizados. Para construção de tabelas e gráficos foi utilizado o Software Microsoft Excel 2017. O padrão do agressor nos casos de violência é masculino e atual parceiro/ex-parceiro. Dos cinco tipos de violência, nos últimos anos houve aumento de denúncia nos casos de violência patrimonial e moral, o que mostra seu maior reconhecimento pela população. Entre as outras características das mulheres que mais sofriam violência, confirmaram-se que a maioria tinha ensino médio completo, um filho menor de idade. A isso, soma-se que o sistema de saúde é quem menos faz encaminhamentos, mesmo sendo o sistema que mais contato tem com a mulher, o que reflete a falta de conscientização sobre a materialização do sofrimento em um adoecimento concreto, devendo estratégias de educação continuada ser implementada para melhoria e conscientização sobre a violência contra mulher.
  • Item
    Internato em urgência e emergência do SUS
    (2024) González, Jarold Guillermo Mérida; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    O trabalho foi realizado durante o ano de 2022, no internato de Urgência e Emergência do Sistema Único de Saúde, sob orientação da Dra. Flávia Trench. A estrutura desta Rede é de suma importância para a capacitação do discente, este fornece um cenário prático onde é possível sua participação ativa nas equipes de saúde, nas decisões clínicas ante cada paciente e na melhoria dos serviços de saúde. Por meio da integração do aluno nesses serviços foi possível elaborar um relatório com o entendimento sobre a Rede de Urgência e Emergência nas UPA João Samek, UPA Dr. Walter Cavalcante Barbosa e Hospital Municipal Padre Germano Lauck e o município de São Miguel do Iguaçu, no Complexo Hospitalar Municipal Pronto Atendimento de 24 hs SMI. São apresentados casos clínicos, discussão teórica e reflexões pessoais acerca de cada experiência relatada, além das práticas nas regiões de unidades de Saúde de Foz do Iguaçu e São Miguel do Iguaçu. Atribuindo aos alunos experiências significativas para cada área de atuação, capacitação importante para desenvolvimento de habilidades práticas tanto para os diagnósticos básicos de problemáticas comuns das unidades quanto melhor entendimento de toda a gestão dos processos do campo da rede de saúde da região. Sendo possível no período do estágio desenvolver habilidades médicas como raciocínio clínico, procedimentos invasivos
  • Item
    Contribuições das ferramentas digitais para monitoria acadêmica no curso de medicina em tempos de pandemia de Covid-19: relato de experiência
    (2024) Libório, Natã Hiroshi Yatsugafu; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A pandemia do COVID-19 ampliou a necessidade do uso de ferramentas digitais nas atividades de ensino, com o intuito de dar seguimento às atividades acadêmicas e oportunizar a interação entre docentes e discentes. Objetivo: Relatar a experiência da monitoria acadêmica do módulo do Programa de Integração Ensino, Serviço e Comunidade II (PIESC 2), do curso de Medicina, mediada por ferramentas digitais. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa e do tipo relato de experiência. Os encontros, remotos e síncronos para oferta da monitoria, eram realizados semanalmente. "Google Forms", "Canva". "Mentimeter" e "Classroom" foram utilizados como recursos interativos fundamentais para planejamento e aplicação das atividades. Resultados: Na perspectiva dos discentes-monitores, houve necessidade em adaptar-se à nova realidade imposta, sendo necessário a adequação das atividades para a modalidade remota. Por meio das ferramentas digitais, foi possível ministrar revisões, realizar questionários e tirar dúvidas de forma síncrona e eficiente. Os desafios decorrentes do período, possibilitaram o desenvolvimento de habilidades acadêmicas e profissionais. Sob o ponto de vista dos discentes a proposta foi cumprida com êxito, visto que possibilitou a consolidação do conhecimento teórico-prático proposto pelo módulo. Conclusão: A utilização de ferramentas digitais mostrou contribuições significativas, dado o cenário pandêmico, configurou-se como uma forma de enfrentamento e adaptação à nova realidade imposta, estreitando laços e agregando conhecimentos a todos os que contribuíram para o funcionamento ético e comprometido do programa e, ainda, consolida sua relevância no contexto da educação superior.
  • Item
    Atributos da atenção primária à saúde: a teoria e a prática em uma unidade de saúde da família na perspectiva de acadêmicos de medicina
    (2024) Batista, Claudio Lucas Farias; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A Atenção Primária à Saúde (APS), definida a partir da Declaração de AlmaAta, e, identificada mundialmente como uma estratégia de organização dos serviços de saúde, caracteriza-se como o primeiro nível de contato dos indivíduos, da família e da comunidade com o sistema nacional de saúde. Este trabalho constitui um relato de experiência desenvolvido a partir de uma atividade teórico-prática, que se propôs a analisar os atributos e os processos de trabalho da Atenção Primária à Saúde no contexto de uma Unidade de Saúde da Família (USF), no município de Foz do Iguaçu-PR, com o objetivo de relacionar a teoria com a prática, por meio de questionários, elaborados com base na literatura e, aplicado aos profissionais e usuários do sistema de saúde. Ademais, contou com a observação da rotina do processo de trabalho na unidade. A vivência oportunizou a identificação dos desafios e fragilidades referentes aos atributos da APS e dos elementos constituintes do processo de trabalho em saúde. Por fim, conclui-se que, no cotidiano dos serviços, a APS enfrenta muitas dificuldades em se estabelecer como previsto na literatura e, por isso, faz-se premente a participação social para sua efetivação e consagração como primeiro nível de contato com o sistema de saúde.
  • Item
    Monitoria virtual do Programa de Integração Escola Serviço Comunidade I no contexto da pandemia da Covid 19: relato de experiência
    (2024) Oliveira, Murilo Elias; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A pandemia da COVID-19 trouxe expressivas mudanças no cenário social, econômico, de saúde e também educacional. No âmbito escolar, visando dar continuidade ao ensino e conter a propagação do vírus, as atividades foram ofertadas de maneira remota síncrona e/ou assíncrona, representando novos desafios a docentes e discentes. O objetivo desse trabalho é relatar a experiência da monitoria remota síncrona e assíncrona da disciplina do Programa de Integração Ensino Serviço Comunidade I do Curso de Medicina de uma Universidade Federal na região oeste do Paraná. Método: Estudo descritivo, do tipo relato de experiência, que versa sobre as atividades realizadas pelos discentes monitores, entre dezembro de 2021 e abril de 2022, através de ferramentas de interação social virtual. A priori, foi possível identificar os desafios enfrentados pelos próprios monitores, a saber: adaptação as ferramentas digitais, desenvolvimento de estratégias de ensino a serem utilizadas de modo remoto síncrono e elaboração de atividades problematizadoras na interface teórico-prática. Com o decorrer dos encontros, foi possível constatar aprimoramento de habilidades interpessoais, de comunicação e solução de problemas, ao lado, da construção de um espaço virtual de discussão coletiva do saber. Mesmo de modo incipiente, o uso de ferramentas tecnológicas foi adaptado à realidade vivida e se mostrou capaz de promover um aprendizado eficaz, validando as estratégias utilizadas. Ademais, cada encontro visava fomentar a construção de um saber científico capaz de subsidiar as futuras atividades práticas no contexto da Saúde Pública.
  • Item
    Tendência da mortalidade materna no Paraná e regionais de saúde de 2005 a 2020
    (2024) Ferreira, Maria Clara Serapião; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A mortalidade materna pode ser entendida como a principal ferramenta de análise da saúde feminina. No Brasil, tal indicador mantém-se elevado ao longo dos anos, demonstrando a falência das políticas de saúde em prol da mulher. Nesse sentido, compreende-se o óbito materno como uma causa de morte evitável, pois é possível a prevenção e/ou o tratamento da condição que o determina. Objetivo: Analisar a tendência de mortalidade materna, segundo os critérios de evitabilidade, no Paraná e em suas regionais de saúde, no período de 2005 a 2020. Método: Estudo de série temporal em que foram analisadas as Razões de Mortalidade Materna (RMM) a partir do número de óbitos maternos de mulheres residentes por 100 mil nascidos vivos, conforme regional de saúde, faixa etária e grupos CID-10. Foram calculadas as variações das RMM por meio do modelo de auto-regressão de Prais-Winsten. Resultados: Houve uma redução da RMM no estado do Paraná e a maioria das regionais de saúde apresentou tendência à estabilidade. Em relação à faixa etária, o público feminino de 10 a 19 anos apresentou a maior redução em todos os períodos analisados. Sobre às causas de óbito, as complicações relacionadas ao parto e ao puerpério sofreram reduções, enquanto as complicações na gestação aumentaram três vezes a RMM. Ressalta-se que as complicações no puerpério possuem as maiores proporções dos óbitos evitáveis durante todo período de estudo, compondo mais de 60% dos óbitos evitáveis. Conclusão: A mortalidade materna ainda apresenta patamares altos, o que demanda ações e políticas de saúde pública mais eficientes no sentido de melhorar a qualidade de assistência à mulher no período gravídico-puerperal.
  • Item
    Tendência da mortalidade por causas evitáveis na infância no Paraná, 2005 a 2019
    (2024) Costa, Analucia Da'Campo; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    Apesar da mortalidade na infância constituir um importante indicador de saúde pública, ainda são escassas investigações que avaliem o panorama desses óbitos dentro das regionais de saúde. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi analisar a mortalidade por causas evitáveis na infância no estado do Paraná e regionais de saúde entre 2005 e 2019. Para isso, foi realizado um estudo de série temporal no qual se analisou os óbitos na infância segundo região de saúde, causa e ano do óbito e calculadas as taxas de mortalidade por mil nascidos vivos. Para verificação da tendência, foi aplicado o modelo de regressão linear simples. Os achados apontaram redução importante dessa mortalidade no período analisado. Houve tendência decrescente na maioria das regionais de saúde. A região metropolitana acumulou maior número de óbitos por causas evitáveis. A maioria dos óbitos poderiam ter sido evitados com adequada atenção à mulher na gestação, com maior proporção de feto e RN afetados por afecções maternas, e por adequada atenção ao RN, especialmente para infecção neonatal, com exceção da síndrome da rubéola congênita e hepatite viral congênita. Por fim, o estudo enfatizou a magnitude dos óbitos apontando a necessidade de ações de saúde e elaboração de políticas intersetoriais direcionadas para redução e prevenção dessas mortes no estado.
  • Item
    Programa hiperdia na longitudinalidade de caso complexo na atenção primária à saúde
    (2024) Dos Santos, Wesley Meleti; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A Atenção Primária à Saúde (APS) desempenha um papel crucial no enfrentamento das doenças crônicas, entre elas, vale ressaltar a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM) tipo II que apresentam dados epidemiológicos que justificam a necessidade de ações e políticas públicas para o adequado controle e tratamento como preconiza o programa Hiperdia e que fortalece um dos atributos essenciais da APS que é a Longitudinalidade. O objetivo desse trabalho é relatar o caso de uma das pacientes do programa Hiperdia com foco nas condutas e cuidados apropriados considerando as portarias e o que é preconizado pela literatura médica relacionada ao diagnóstico, tratamento e cuidados necessários para a condição. O estudo foi construído com base nas experiências do internato médico em APS e revisão da literatura. O olhar crítico de comparar o que há de melhor evidência para o manejo e paralelamente o que foi observado dentro das possibilidades do cotidiano das equipes de saúde da família, referente ao caso apresentado, possibilita algumas reflexões a fim de contribuir para um melhor planejamento e organização da APS visando alcançar a resolutividade esperada nos casos de HAS e DM que requerem maior cuidado.
  • Item
    Saúde mental dos profissionais da saúde em países latino-americanos durante o período da Covid-19: uma revisão.
    (2023) Cruz Barrientos, Oscar Ivan; Orientação; Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Médicina.
    A sobrecarga de trabalho, a falta de equipamentos de proteção individual, as longas horas sem dormir e o medo de levar a COVID-19 para casa tornaram os profissionais de saúde (HCW) um dos grupos mais vulneráveis a desenvolver transtornos de saúde mental. Este estudo teve como objetivo identificar e revisar artigos que avaliaram a saúde mental de profissionais de saúde de países da América Latina (excetuando o Brasil), publicados durante o primeiro ano da pandemia de COVID-19. Para sua elaboração, foi realizada uma busca sistemática no PUBMed/Medline e Web of Science. Para a seleção dos artigos, foi realizada uma revisão com base nos títulos e resumos e, seguidamente, os dados foram extraídos dos textos completos dos estudos elegíveis. Os resultados incluíram variáveis de saúde mental, país onde o estudo foi realizado, período de coleta de dados, categorias de profissionais de saúde, desenho do estudo, medidas de saúde mental e principais resultados. A avaliação de qualidade e risco também foi realizada. Na primeira busca, foram identificados 19 estudos e na segunda busca, 41, totalizando 60 estudos (após a remoção de estudos duplicados). Destes, 10 estudos preencheram os critérios de elegibilidade e foram incluídos na revisão. Maiores escores de ansiedade foram observados em diferentes estudos, assim como maior nível de depressão entre os HCW. Ser do sexo feminino, mais jovem e atuar mais perto do epicentro da epidemia aumentou a probabilidade de desenvolver um distúrbio de saúde mental. Os resultados desta revisão destacam os efeitos deletérios do burnout que os profissionais de saúde na América Latina experimentaram em sua luta contra o COVID-19, demonstrando a importância das políticas de bem-estar psicológico para eles durante a crise do COVID-19.
  • Item
    Análise do referenciamento da Atenção Primária à Saúde à Ginecologia em Foz do Iguaçu/PR.
    (2024) Vieira Ribeiro, Mariana
    Existe a expectativa do Ministério da Saúde (MS) de que a resolutividade dos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) seja da ordem de 85%, de forma que poucos casos ficam reservados aos outros níveis de atenção. Dessa forma, o atendimento do usuário por médico especialista focal sofre influência da dificuldade de acesso devido ao modelo de atenção adotado, ao dimensionamento, à organização das ofertas e também do grau de resolutividade da Atenção Básica. Dentro deste contexto, este relatório objetiva estabelecer o Fluxo para a APS de Foz do Iguaçu no que tange às queixas que devem ser investigadas e /ou manejadas na APS antes de serem encaminhadas à Atenção Especializada de Ginecologia, uma das maiores filas existentes na cidade. A análise dos dados mostrou que 19,97% das mulheres encaminhadas tinham queixas relacionadas a sangramento uterino anormal; 8,4% relacionadas a incontinência urinária; 3,7% a alteração de corrimento ou cervicite; e 7,7% relacionadas a climatério; sendo que a maioria delas não tinham oferta de tratamento ou investigação prévia ao referenciamento. Através da análise, mostrou-se que o estabelecimento de fluxos para encaminhamento à Ginecologia, baseado nos fluxos do MS, reduziriam, inicialmente, em aproximadamente 37,35% as filas para esse especialista.
  • Item
    Diagnóstico situacional da área de abrangência da equipe 2 da unidade de saúde da Família Riviera – Cascavel PR.
    (2023) Toigo, Jaqueline Aparecida
    A atenção primária à saúde, por meio de seus atributos, busca garantir ao usuário um atendimento otimizado que visa à prevenção e ao manejo adequado de doenças e enfermidades, reduzindo as disparidades sociais. Para isso, conhecer o perfil da população adstrita no território é fundamental para que a gestão do serviço de saúde vá em direção às necessidades e demandas de sua população. Dessa forma, a ferramenta de Diagnóstico Situacional é fundamental para identificar o perfil territorial, demográfico, epidemiológico e socioeconômico de seus usuários, permitindo planejar ações necessárias para reduzir as disparidades sociais, que afetam diretamente a saúde do indivíduo. No presente trabalho, por meio dos relatórios operacionais e de acompanhamento do e-SUS, foi possível traçar o perfil dos usuários pertencentes à Equipe 2 da USF Riviera, no município de Cascavel-PR, além do mais foi possível identificar as dificuldades da unidade de saúde em gerar essas informações.