BC - Dissertação

URI Permanente para esta coleção

Navegar

Submissões Recentes

Agora exibindo 1 - 20 de 45
  • Item
    Determinação de Ácidos Graxos Voláteis em Lodo Anaeróbio por Extração Líquido-Líquido e Cromatografia Gasosa Acoplada a Detector de Ionização por Chama
    (2023) Oliveira, Camila Jonsson; Orientação
    O Brasil é um grande produtor de carne suína. Entretanto, o efluente de suinocultura pode causar diversos prejuízos ambientais. Portanto, para viabilizar o aproveitamento de dejeto animal deve-se diminuir a carga poluente desses resíduos. A digestão anaeróbia é uma tecnologia que permite a estabilização do efluente, além de produzir biogás. Os ácidos graxos voláteis (AGVs) são compostos orgânicos originados durante a produção de biogás, e sua concentração pode prever desequilíbrios do processo, pois o acúmulo de AGVs favorece a redução do pH, diminuindo o rendimento de metano no biogás. Este estudo teve como objetivo desenvolver e validar uma metodologia analítica para determinar a concentração de ácido acético, ácido propiônico, ácido isobutírico, ácido butírico, ácido isovalérico e ácido valérico em amostras de biodigestores do tipo BLC (biodigestor de lagoa coberta), a fim de relacionar os AGVs a outros parâmetros de monitoramento da produção de biogás, e auxiliar na tomada de decisões para garantir a eficiência destes reatores. O planejamento fatorial completo foi empregado para otimização da metodologia de extração líquido-líquido dos AGVs, seguido de análise por cromatografia em fase gasosa com detector de ionização em chama (CG-DIC). Utilizou-se os seguintes parâmetros: solvente extrator (3 níveis), pH (2 níveis) e força iônica (2 níveis). Como resultados foram selecionados a acetona como solvente extrator em pH 3 e a solução saturada do sal bissulfato de potássio, para efeito de salting out. A metodologia foi validada, através dos parâmetros linearidade, homocedasticidade, limite de detecção (LD), limite de quantificação (LQ), repetibilidade e recuperação. Os parâmetros de validação atenderam aos critérios do Inmetro. No que se refere ao desempenho dos biodigestores, a produtividade e rendimento de biogás, produtividade e rendimento de metano, se apresentaram inferiores à literatura. Porém, estes parâmetros dependem da composição do substrato e carga orgânica volumétrica (COV). Por outro lado, o teor de metano, razão de FOS/TAC, concentração de AGVs, demonstraram-se de acordo com a literatura.
  • Item
    Atividade de Glutaminase e Perfil Antitumoral e Antimicrobiano de Microrganismos Isolados da Antártica
    (2023) Camacho, Karine Fernandes
    O continente Antártico apresenta características ambientais adversas, principalmente extremos de temperatura. Devido a suas particularidades a Antártica abriga uma diversidade microbiana ainda pouco explorada, porém de inestimável valor ambiental e biotecnológico, pois devido a adaptação ao frio, os microrganismos produzem compostos com características diferenciadas das que conhecemos atualmente. Considerando tal importância, o presente estudo teve como objetivo a busca por microrganismos produtores da enzima L-glutaminase com ativididade antitumoral e metabólitos com atividade antimicrobiana, a partir do isolamento de fungos e bactérias de amostras de sedimento marinho coletado no continente Antártico. Ao todo foram isolados 89 microrganismos, 79 bacterias e 17 fungos filamentosos, os quais foram submetidos a triagem para produção de L-glutaminase pela utilização do substrato glutamina e vermelho de fenol a 0,009% como revelador. Os isolados considerados positivos foram submetidos a preparação de extrato enzimático e avaliação contra células tumorais de carcinoma pancreático (linhagem MIA PaCa-2) e células fibroblásticas normais (linhagem MRC-5), através de ensaio de proliferação celular pelo método MTT. Por sua vez, a atividade antimicrobiana foi realizada com extratos microbianos a partir de testes de disco difusão, seguido de teste de MIC utilizando extrato microbiano diclorometânico de 4 bactérias e 4 fungos filamentosos, contra as bactérias patogênicas: Escherichia coli, Micrococcus luteus, Pseudomonas aeruginosa e Staphylococcus aureus. Dos isolados que apresentaram os melhores resultados, dois foram selecionados para caracterização molecular realizada através de empresa privada (GoGenetic) e posterior análise filogenética utilizando o software MEGA11. Os extratos enzimaticos dos isolados FDG01 (não identificado), FDG02 (Pseudogymnoascus sp.) e FAD33 (Penicillium sp.) demonstraram potencial ação antiproliferativa frente às células MIA PaCa-2, apresentando IC50 de 16,74 12,08 e 13,93%, respectivamente. Ao mesmo tempo, os extratos enzimáticos desses isolados não apresentaram efeito tóxico sobre as células fibroblásticas não tumorais. Com relação à atividade antimicrobiana, de modo geral, os extratos microbianos apresentaram atividade antibacteriana de amplo espectro, inibindo bacterias gram-negativas e gram-positivas. O extrato do isolado FDG01 inibiu as quatro espécies bacterianas testadas enquanto o extrato do isolado FDG02 (Pseudogymnoascus sp.) inibiu o crescimento de Micrococcus luteus em baixa concentração (MIC 0,015625 mg mL-1). Dessa forma, os resultados observados são promissores e sugerem que existe uma riqueza microbiana inexplorada em ambientes Antárticos voltados para a bioprospecção de compostos com potencial aplicação farmacêutica.
  • Item
    Células Madre como Aditivo para el Aumento de Viabilidad de Concentrados Sanguineos Caninos en Transfusiones
    (2023) Marmol, Luis Alberto Beltran
    Durante el almacenamiento de la sangre en los bancos de sangre, los glóbulos rojos se encuentran en una condición “artificial”, la que conlleva a variaciones metabólicas y mecánicas que resultan en una disminución de la capacidad de entrega de oxígeno. En algunos estudios se ha demostrado que células madre mesenquimales (MSCs) pueden rescatar casos de anemia y reconstituir la hematopoyesis. También se ha demostrado su alta capacidad de regulación celular en el ambiente en el que están inmersas; basándonos en estos datos y considerando las funciones de las MSCs; usamos MSCs como aditivo en una relación 1000:1 en concentrados sanguíneos caninos para evaluar si logran disminuir el daño que sufren los glóbulos rojos durante el almacenamiento; al final de este estudio observamos que no se encontró evidencia que en esa proporción hubo variación en cuanto a la vida media de los glóbulos rojos. Sin embargo, logramos aislar, expandir y congelar MSCs a partir de tejido adiposo canino, así como validarlas.
  • Item
    Efecto Antitumoral in Vitro del Aceite Esencial de Ñandypá (Genipa americana L.) sobre Líneas Celulares de Carcinoma Pancreático Humano(MIA PaCa2)
    (2023) Montiel Fernández, Eva Ruzena
    A biodiversidade sudamericana ainda é um reservatório de compostos novos com possível ação terapêutica. Atualmente, o câncer é uma das maiores problemáticas a nível mundial, com as maiores taxas de morbilidade e mortalidade, e com poucos tratamentos, muitos deles só paliativos. A Ñandypá tem sido relatada como uma planta medicinal com variadas propriedades. Neste trabalho, o objetivo foi determinar o efeito antitumoral in vitro de um óleo essencial de Ñandypá sobre linhagens celulares de carcinoma pancreático humano (MIA PaCa2). As folhas de Ñandypá foram secas e trituradas, esse material foi utilizado para a preparação do óleo essencial. Células tumorais pancreáticas e células fibroblásticas normais foram submetidas à avaliação da atividade antitumoral do óleo de Genipa americana L. Foram feitas diluições seriadas de 0,1% - 0,5% - 1% - 1,5% -5% e 10% do aceite essencial e os efeitos da viabilidade celular foram avaliados usando o ensaio MTT. Por fim, os resultados foram lidos em espectrofotômetro a 570nm e 630nm. Os resultados da exposição das células a quatro horas de tratamento com as diferentes concentrações mostraram uma alta taxa de mortalidade celular, sendo mais pronunciada em altas concentrações do óleo G. americana L. Desta forma apresentamos evidências de que o óleo poderia vir a ter potencial como droga terapêutica para tratar o câncer pancreático. No entanto, ainda não se sabe qual componente exato do óleo é o que produz o efeito antitumoral.
  • Item
    Avaliação da Relação entre Jetlag Social e Saúde Cardiometabólica em uma Coorte Familiar Brasileira - Corações de Baependi
    (2023) Gnoatto, Fabio Lucas Cemenci; Beijamini, Felipe
    O sistema de temporização circadiana é responsável pela geração e sincronização dos ritmos biológicos. Há evidências da associação entre a dessincronização circadiana e maior risco para síndrome metabólica, maiores valores de colesterol total, triglicerídeos, pior controle glicêmico. Uma maneira de acessar a dessincronização circadiana é avaliando o Jetlag Social. Nesse contexto, trabalhamos com o objetivo de avaliar o Jetlag Social em indivíduos participantes do estudo Corações de Baependi e testar sua relação com a saúde cardiometabólica. Onde o Jetlag Social foi categorizado em baixo (≥ 25 min), intermediário (< 25 min e > 85 min) e alto (≤ 85 min). Os dados de 1269 indivíduos (média de idade 47±13,8) foram analisados, apresentando uma de média de 59,2 (± 48 min) minutos de Jetlag Social. Para isso foram aplicados testes estatísticos: o teste t de Student realizado para comparações entre as médias para as variáveis dos padrões de sono e cardiometabólicas, a Análises de variância (ANOVA) de uma via foi utilizada para as comparações entre as médias das variáveis do sono e os grupos da classificação do Jetlag Social. Na sequência, foram utilizados três modelos estatísticos para testar a relação entre o Jetlag Social e a saúde cardiometabólica. Para descrever a influência do Jetlag Social sobre as variáveis cardiometabólicas, foi aplicado o teste de Modelo Linear Generalizado (GLM). Para testar o quanto a variação do Jetlag Social pode vir a explicar as variações nas variáveis cardiometabólicas foi aplicado o teste de modelo de Regressão Linear Múltipla. Por fim, foi realizado a análise de Regressão Logística para identificar os fatores preditivos das variáveis Pressão alta, Triglicerídeo elevado, Colesterol total elevado, HDL-c baixo, LDL-c elevado, Não-HDL-c elevado e Diabetes. Os sujeitos do grupo Jetlag Social Alto apresentaram maior privação de sono durante a semana, refletida no aumento da duração de sono nos dias livres. O Jetlag Social apresentou apenas uma influência sobre a Circunferência da Cintura, a partir de uma interação com o sexo feminino, explicou uma pequena parte das variações dos valores das variáveis Circunferência da Cintura e Triglicerídeos. Por fim, apresentou efeito preditivo apenas na relação com a variável HDL-c baixo. Em conclusão, esse estudo adiciona evidências em favor de que o Jetlag Social apresenta uma relação na piora da saúde cardiometabólica da coorte de Baependi.
  • Item
    Efeito Cicatrizante in Vitro do Extrato Aquoso do Barbatimão (Stryphnodendron adstringens), Papaína (Carica papaya) e Dexametasona
    (2023) Neto, Daniela de Paula; Ruiz, Jorge
    O processo de cicatrização de feridas é um importante mecanismo de defesa e recuperação do organismo, que visa a recuperação da homeostasia e reparação de uma área lesionada. A utilização de plantas com fins medicinais é uma prática milenar, o Brasil é um país rico em biodiversidade, e que tem como costume a utilização de plantas medicinais para tratamento de doenças e afecções, portanto esta prática vem sendo reconhecida e incorporada pelo Sistema único de saúde. O extrato da casca do barbatimão, uma árvore do cerrado brasileiro é popularmente utilizada com fins medicinais por seu efeito cicatrizante. Já a papaína uma enzima isolada do látex do mamão, utilizada para o tratamento de feridas por realizar desbridamento da ferida e acelerando o processo de cicatrização. Diversos fármacos presentes no mercado tem o intuito de auxiliar nas diferentes etapas do processo de reparo tecidual, dentre eles podemos destacar a dexametasona, um corticóide amplamente utilizado como anti-inflamatório, apresentando bons efeitos nas etapas iniciais do processo de cicatrização, mas que, de acordo com a literatura, retarda as etapas finais da cicatrização. Diante disso, propomos este estudo para avaliar o efeito cicatrizante do barbatimão, da papaína e dexametasona em linhagem celular de fibroblastos (MRC-5). Foi realizado a obtenção do extrato do barbatimão, posteriormente foi realizado ensaio de citotoxicidade do barbatimão, papaína e dexametasona e selecionado as melhores concentrações, do extrato aquoso de barbatimão: 12,5%; 3,37%; 0,84% e 0,42%. Da papaína as seguintes concentrações: 125 µg/ml; 31,25 µg/ml; 7,81 µg/ml. E dexametasona a concentração de 0,004 nM. Posteriormente, foi realizada a avaliação da motilidade celular mediante o ensaio de cicatrização, a morfologia foi avaliada por tinção fluorescente, e então realizadas as análises estatísticas para avaliar o efeito cicatrizante. Os resultados nos mostraram que o barbatimão e a papaína não apresentaram efeito citotóxicos em células MRC-5 e que induziram aumento da viabilidade celular, já a dexametasona apresentou citotoxicidade em quase todas as diluições, somente uma diluição apresentou viabilidade em células MRC-5.
  • Item
    A elF2-APHA-P e os Efeitos Motores por Reposicionamento do Fármaco Trazodona na Doença de Parkinson: um Estudo de Caso
    (2022) Silva, Gilvan Aguiar; Lopez, Seidel Guerra
    A Doença de Parkinson (DP) é uma enfermidade marcada pela presença de alfa-sinucleína (α-SYN), uma proteína instável que se acumula gerando citotoxicidade e a neurodegeneração característica da doença. Pesquisas sugerem ser possível o reposicionamento de drogas utilizadas em outras doenças para a mitigação de doenças neurodegenerativas. Algumas evidências demonstraram que essas drogas podem ser capazes de atuar na via de fosforilação de elF2a, prolongando o efeito UPR (Unfolded Protein Response), porém, reduzindo a presença de moléculas indutoras de apoptose celular como a CHOP (proteína homóloga da proteína de ligação ao potenciador da sequência de bases de nucleotídeos CCAAT). Ou seja, esses fármacos podem promover a depuração de proteínas neurotóxicas ou “clerance” e com isso, preservar neurônios. Dessa forma, esse estudo de caso teve como objetivo avaliar pela primeira vez, os efeitos terapêuticos de um desses fármacos, a trazodona, na sintomatologia motora da DP. Para isso, foi administrado uma dose diária de 50mg de Cloridrato de Trazodona em forma de 1 comprimido, via oral, durante 30 dias. Após esse período, a dose foi elevada para 2 comprimidos de 50mg por dia, sendo um comprimido a cada 12 horas, totalizando 100mg por dia durante 90 dias, totalizando 120 dias de tratamento. Foi realizada uma avaliação basal e após 30, 60, 90 e 120 dias de intervenção. As avaliações incluíram a Escala Unificada para Mensuração do Parkinson da Associação de Distúrbios do Movimento (MDS-UPDRS) e a Escala de Hamilton para depressão (HAM-D). O conjunto de dados obtidos nesse trabalho demonstrou que após a intervenção houve um incremento na capacidade motora e funcional do paciente. Houve melhora também dos aspectos não motores avaliados pelas escalas aplicadas e melhora da depressão. Esses resultados também estão de acordo com os relatos do paciente e cuidador. Atualmente não há cura para a DP e os tratamentos atuais são ineficazes em longo prazo, portanto, mesmo mínimos incrementos na qualidade de vida ou sintomatologia desses pacientes através de novas abordagens terapêuticas, devem ser considerados promissores. Entretanto, nesse modelo de estudo é preciso sempre considerar a possibilidade de um efeito placebo interferindo nos resultados, portanto, é necessário que estudos mais amplos possam comprovar essa eficácia e corroborar os efeitos descritos.
  • Item
    Análise dos Efeitos da Sibutramina Sobre Padrão de Sono, Qualidade de Vida, Ansiedade, Sintomas Depressivos e Concentrações de Micronutrientes entre Pacientes Obesos
    (2022) Verônica da Silva, Gislâine
    A obesidade é considerada a pandemia do século XXI e um preocupante problema de saúde pública. É tida como uma doença crônica e está associada ao desenvolvimento de grande número de distúrbios endócrinos e metabólicos. Atualmente, tem crescido o númerode prescrições de inibidores do apetite, destacando-se a sibutramina. Com isso, tem se questionado o impacto desses fármacos no perfil nutricional de micronutrientes, na ansiedade, depressão e sono em pacientes obesos. Este estudo analisou o efeito da sibutramina sobre padrão de sono, qualidade de vida, ansiedade, sintomas depressivos, concentrações de micronutrientes e perfil lipídico entre pacientes obesos. Realizou-se estudo de série de casos no qual se comparou os dados obtidos anteriormente ao uso do fármaco (Tempo 0) e após o uso do mesmo (T 30, T 60 e T 90). Participaram do estudo, nove indivíduos obesos atendidos pelo Serviço Único de Saúde (SUS), por endocrinologista e clínico geral, com indicação para o uso da sibutramina. Foram investigados os seguintes micronutrientes: magnésio, zinco, selênio, ácido fólico, sódio, potássio, cálcio, fósforo, ferro, vitaminas A, D, B12 (cobalamina), B6 (piridoxina), B1 (tiamina), além de perfil lipídico. Os desfechos foram dados através dos seguintes instrumentos: escala de avaliação de depressão de Hamilton (HAM-D), escala de classificação de ansiedade de Hamilton (HAM A), inventário de Beck (IBD), questionário de qualidade de vida (SF36), índice de qualidade de sono de Pittsburgh (PSQI-BR) e questionário de frequência alimentar (QFA), juntamente com resultados observados nos exames laboratoriais. Entre os resultados, verificou-se que a terapia medicamentosa não influenciou significativamente nos níveis plasmáticos do perfil lipídico. No entanto, em relação ao intervalo entre P25 e P75 detectou-se maior retração para VLDL- colesterol de 71,4 % e o colesterol Não HDL apresentou maior média da diferença dos dois tempos com redução de 9,1 mg/dL no período. Dentre as vitaminas B1, B12 e ácido fólico, houve algum decréscimo em seus níveis no T90, porém, as vitaminas B12 e B6 sofreram impacto mais relevante com uso da medicação, com declínio de 48,3 pg/mL (p= 0,053) e de 11,5 mg/dL (p= 0,053), respectivamente, em T90. Para os minerais estudados; apenas zinco (p= 0,057) e ferro (p= 0,062) mostraram aumentos relevantes (11, 6 µg/dL, 20,7 µg/dL) em T90, ao contrário do sódio (p= 0,034) que teve uma redução de 2,0 mEq/mol. Alterações importantes foram vistas sobre a análise do consumo alimentar de alimentos processados e ultra processados. As mulheres que apresentaram traços de depressão, foi observado diferença significativa na frequência de consumo de alimentos processados em T90 (p= 0,026). Em relação ao padrão do sono, houve significância estatística somente na frequência do consumo de alimentos minimamente processados no período de T90 (p= 0,035), sendo maior entre aqueles com qualidade ruim do sono. Os aspectos funcionais vistos na escala SF36, não sofreram interferência com o consumo de alimentos industrializados.
  • Item
    Avaliação dos Anabolizantes Esteroidais a Base de Nandrolona Apreendidos pela Polícia Federal de Foz do Iguaçu – PR por Cromatografia em Fase Gasosa Acoplada a Espectrometria de Massas
    (2022) Schuviecerski, Fabíola Zat
    Os anabolizantes são muitas vezes, utilizados por praticantes de esportes, tanto profissionais quanto amandores, com o intuito de melhorar a performance e o rendimento atlético, além de contribuir para o ganho rápido de massa muscular. A nandrolona é um anabolizante esteroidal, sendo produzido sintéticamente a partir da molécula da testosterona e possui potentes efeitos anabolizantes com baixo efeito androgênico. Com grande frequência, os anabolizantes são adquiridos de forma irregular ou ilegal e com procedência duvidosa, levantando suspeita sobre a qualidade desses produtos comercializados. Este trabalho teve como objetivo avaliar qualitativamente e quantitativamente os anabolizantes oleosos a base de ésteres de nandrolona apreendidos pelo Departamento de Polícia Federal de Foz do Iguaçu, PR. Para a quantificação foi realizada a validação de método com extração por solvents e análise por cromatografia em fase gasosa acoplada ao espectrometro de massas. Os parâmetros de validação foram seletividade, linearidade, homocedasticidade, efeito de matriz, limite de detecção, limite de quantificação, recuperação e precisão. Foram analisadas 40 amostras de anabolizantes descritos com nandrolona em seu rótulo 90 % das amostras analisadas apresentaram o princípio ativo, enquanto 10% não possuiam o principio declarado, e que dentro das amostras com principio ativo de acordo com o rótulo, porém 67,5% dessas possuíam concentrações abaixo do indicado, representando produtos de baixa qualidade e que podem oferecer risco ao consumidor. Os resultados corroboram à importância do controle de comercialização, com o intuito de inibir o consumo dos medicamentos falsificados que podem causar sérios danos à saúde dos usuários.
  • Item
    Avaliação do Uso de Opioides em Serviço de Urgência e Emergência no Município de Foz do Iguaçu-PR
    (2022) Francellino, Márcia Andréa Marques; Barbosa, Thiago Luis de Andrade
    No Brasil, no âmbito do SUS, os principais opióides ofertados são o tramadol, morfina e fentanil, que são amplamente utilizados em serviços de urgência e emergência. A prescrição desses fármacos deve ser baseada em critérios de racionalidade, efetividade e segurança. O objetivo deste estudo foi analisar as prescrições de analgésicos opióides fentanil, morfina e tramadol, em uma Unidade de Pronto Atendimento, segundo os critérios de uso racional de medicamentos, bem como avaliar o perfil farmacoepidemiológico dos pacientes atendidos. O estudo se caracteriza como transversal analítico, realizado com 1.693 prontuários compreendidos no período de 2018 a 2020 considerando-se erro amostral de 5%, nível de confiança de 95% e admitindo-se distribuição heterogênea de 50%. Foi realizada análise bivariada com uso do quiquadrado (χ2 ) para verificar associação da prescrição de opióides e os fatores associados à prescrição. Foi verificada a normalidade da distribuição das variáveis numéricas através do teste de Kolmogorov-Smirnov. Nas variáveis que apresentaram distribuição normal, aplicou-se a Análise de Variância (ANOVA) com teste Pos-hoc de Tukey. O nível de significância adotado foi de 5%. O analgésico opióide mais consumido foi o Cloridrato de Tramadol. Houve maior frequência de indivíduos do sexo feminino. A faixa etária acima dos 60 anos foi a que mais consumiu medicação e 39,1% dos pacientes receberam analgesia concomitante de outras classes analgésicas, principalmente AINES. As queixas mais relatadas foram de dores relativas aos sistemas osteoarticular, gastrointestinal e urinário, e relacionadas a dores inespecíficas. As doenças crônicas mais recorrentes foram diabetes, hipertensão, doença pulmonar obstrutiva crônica e cardiopatias. As enfermidades associadas ao estilo de vida mais comuns foram tabagismo e etilismo. Na amostra analisada, a prescrição de opioides foi realizada sem observação dos critérios técnicos-científicos de escalonamento de analgesia recomendados pela OMS. A análise dos prontuários apontou grande diversidade nos critérios prescricionais de opioides, tendendo a irracionalidade da prescrição. Pode-se concluir que a ausência de critérios de prescrição objetivos é um dos principais motivos que leva a uma prescrição irracional. A falta de conhecimento técnico sobre esta classe analgésica afeta a prescrição, compreensão do paciente e a redução de danos relacionados a estes fármacos. Por outro lado, os dados analíticos e de vigilância sanitária disponíveis sobre o uso de opióides, no Brasil, são limitados e insuficientes, principalmente, no que tange ao serviço de urgência e emergência, dificultando o levantamento epidemiológico e a construção de elementos para serem utilizados em saúde baseada em evidências.
  • Item
    Análise Espacial e Epidemiológica dos Casos de Leishmaniose Visceral Canina e Humana em Foz do Iguaçu, entre os Anos de 2015 e 2020
    (2022) Chiyo, Luciana
    O estado do Paraná era considerado indene para a Leishmaniose Visceral (LV) até 2012. A partir daquele ano, esforços foram destinados a identificar o vetor e o reservatório doméstico desta zoonose no estado. O primeiro registro do flebotomíneo Lutzomyia longipalpis (vetor), ocorreu em 2012, no município de Foz do Iguaçu, na região de fronteira com a Argentina e o Paraguai. Em 2013, foi notificado o primeiro caso canino da doença, e, em 2015, o primeiro caso humano. Comprovada a endemia, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou as ações para executar o Programa de Vigilância e Controle da LV, do Ministério da Saúde. Entre os anos de 2015 e 2020, 12.205 amostras de cães foram analisadas para o diagnóstico da doença. Foi encontrada uma prevalência de 37,94% (4.630 amostras): o ano com maior prevalência foi 2016, com 46,25%, e o ano com a menor prevalência, 2020, com 25,98%. Os casos humanos foram avaliados no mesmo período e a incidência acumulada foi de 1,39 casos/100 mil habitantes, sendo a maior incidência em homens, na faixa etária de 15 a 69 anos, com taxa de letalidade de 31,8%. Foram analisados possíveis fatores de risco para os cães, e os resultados obtidos foram: se a requisição do exame foi realizada pelo CCZ foi um fator protetor significativo, com menor prevalência (37,5%) do que os cães oriundos de clínicas particulares (OR de 0,89, valor de p = 0,016). Os machos apresentaram-se significantemente mais infectados do que as fêmeas, com 41,1% e 35,7% de positividade, respectivamente (OR = 1,24, p < 0,0001). Os cães de companhia e os sem raça definida (SRD) foram significativamente menos acometidos que os outros grupos testados (OR = 0,44, p < 0,001; OR = 0,79, p = 0,012, respectivamente). A cor escura da pelagem dos cães foi um fator de risco significativo com relação às outras categorias de cores, com 41,2% de positividade (OR = 1,21, p = 0,002). Os tamanhos de pelagem curto e mediano foram significantemente considerados fatores de risco, com 41,3% e 31,3% de positividade (OR = 2,01, p < 0,001; OR = 1,39, p = 0,001, respectivamente). Já os cães de pelo longo tiveram apenas 22,7% de positividade. Nas análises univariadas, os cães gigantes, grandes e médios foram significantemente mais acometidos que os de pequeno porte (OR = 1,50, p = 0,003; OR = 1,46, p < 0,001; OR = 1,66, p < 0,001, respectivamente). Os cães até quatro anos de idade foram significantemente menos acometidos que os das outras faixas etárias (OR = 0,30, p < 0,001; OR = 0,73, p < 0,001, respectivamente). Houve coincidência de casos humanos e caninos na distribuição espacial; porém, de acordo com a literatura, seria esperada maior incidência em humanos, devido à alta prevalência encontrada em cães. Portanto, novos estudos devem ser realizados para entender a dinâmica da doença no município.
  • Item
    Papel da Mesoterapia Corporal Associada com Exercício Físico sobre Parâmetros Metabólicos e Preditores de Risco Cardiovascular
    (2022) Borghetti, Joana de Lima
    A mesoterapia é um procedimento estético que promete a redução do tecido adiposo através da indução da lipólise, diferindo seus mecanismos de ação de acordo com as substâncias farmacológicas utilizadas. A lipólise confere diversas alterações locais e sugere que também haja algum efeito sistêmico, porém poucos estudos foram publicados correlacionando lipólise e mesoterapia e não há na literatura dados considerando a prática de exercícios intervalados associados a esse procedimento. Assim, este estudo objetivou investigar possíveis alterações nos perfis glicídico/lipídico e no risco cardiometabólico de mulheres submetidas à mesoterapia com cafeína isoladamente e em associação ao desoxicolato de sódio e ao exercício físico para o tratamento de gordura localizada. Neste estudo piloto, obteve-se uma amostra de 24 mulheres, de idade entre 24 e 41 anos, as quais foram divididas em 4 grupos, à saber: grupo CN (controle; n=8) (injeções subcutâneas de cafeína a 15 mg/mL); grupo CA (n=8; injeções subcutâneas de cafeína a 15 mg/mL + HIIT [treinamento intervalado de alta intensidade] por três vezes na semana); grupo DN (n=4; injeções subcutâneas de cafeína a 15 mg/mL + desoxicolato de sódio 0,3 mg/mL); e grupo DA (n=4; injeções subcutâneas de cafeína a 15 mg/mL + desoxicolato de sódio 0,3 mg/mL + HIIT por três vezes na semana). As amostras de sangue para a determinação dos níveis de colesterol total (CT), frações HDL-c, LDL-c e triglicerídeos (TG) e glicose foram coletadas no tempo T0 (baseline), T1 (após 2 hr) e T2 (após 24 hr) de cada intervenção injetável proposta. O risco cardiometabólico foi avaliado através da determinação de indicadores de aterogenicidade como a razão TG/HDL-c e do coeficiente aterogênico (CAt). Nenhuma intervenção proposta influenciou nos níveis de glicose plasmática (p>0,05) ou nos níveis de HDL-c e TG (p>0,05), porém os níveis de CT e LDL-c foram aumentados após 24 hr no grupo CN em relação ao baseline (p=0,013 e p=0,012, respectivamente), ainda que não acima de valores referenciais. O aumento dos níveis de CT é explicado pelo aumento dos níveis de LDL-c em 78% (p=0,003). A razão TG/HDL-c e o CAt não foram impactados significativamente por nenhum dos tratamentos (p>0,05). Tomados em conjunto, estes achados demonstram pela primeira vez que o tratamento com mesoterapia corporal contendo cafeína, isoladamente e não associada à prática de HIIT, pode impactar nos níveis séricos de CT e LDL-c. A associação de cafeína e desoxicolato de sódio com a prática de HIIT não influenciam nos níveis plasmáticos de glicose e em preditores de risco cardiovascular em mulheres.
  • Item
    Perfil das Prescrições de Antimicrobianos e Prevalência de Microrganismos Resistentes em Unidade de Terapia Intensiva
    (2022) Vieira, Lenir Maschio; Barbosa, Thiago Luis de Andrade
    A infecção hospitalar é considerada um desafio para a assistência à saúde e a resistência antimicrobiana está avançando vertiginosamente. Conhecer a epidemiologia das infecções nas instituições hospitalares, o consumo dos antimicrobianos e o perfil das prescrições é extremamente necessário para o desenvolvimento de medidas de prevenção e tratamento. O objetivo deste estudo foi analisar o perfil das prescrições dos antimicrobianos de maior consumo e a prevalência de microrganismos multirresistentes em Unidade de Terapia Intensiva, sob a perspectiva do uso racional e do perfil farmacoepidemiológico. Trata-se de estudo transversal, realizado entre 2017 e 2019. Foram analisados os dados de 240 pacientes que estiveram internados em Unidade de Terapia Intensiva Adulta 1(UTI-1) em Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil. Os dados foram coletados a partir dos prontuários dos pacientes, da farmácia do hospital, nos quais apresentava o consumo dos antimicrobianos, tempo de uso e internamento, através de relatórios gerados pelo software de gestão hospitalar. Foram calculadas as frequências absolutas e relativas das variáveis de sexo e idade, utilizado o teste qui-quadrado (χ2) de Pearson considerando dados categóricos para avaliar sexo e evolução associadas a infecção por microrganismos. Foi registrada diferença entre pacientes masculinos e femininos (χ2 = 6,62; p = 0,01) do total de pacientes que apresentaram infecção por microrganismos a maioria foi do sexo feminino (53,49%) enquanto os que não apresentaram infecção foram masculinos (63,64%). Para mensurar o perfil de consumo, foi realizado o cálculo da dose diária dispensada (DDD). Foi utilizada a análise de variância (ANOVA) para verificar se ocorreu variação da DDD entre os anos e antimicrobianos utilizados. Todas as análises foram realizadas no Microsoft Office Excel 2010 e software R 4.02. O nível de significância adotado foi de 5%. Foram identificados 42 antimicrobianos prescritos para o tratamento de infecções. Dos 86 pacientes (35,83%) com infecção por microrganismos, foram identificados microrganismos Gram negativos (15,82%) e Gram positivos (10,43%). A maior prevalência entre os sítios de infecção dos pacientes internados foi pneumonia associada à ventilação mecânica (45,83%), seguida de infecção do trato urinário associado à sonda vesical de demora (21,25%). Dos antimicrobianos analisados, o mais solicitado foi a Piperacilina + Tazobactam (13,57%), seguido por Meropenem (11,02%). As classes terapêuticas de maior consumo observadas neste estudo foram de Beta-Lactâmicos (Ceftriaxona, DDD 458,46), Glicopeptideos (Meropenem DDD 454,28) e Oxazolidinonas (Linezolida DDD 352,94). Os resultados indicaram que as prescrições foram realizadas corretamente conforme as normativas vigentes. Porém, por outro lado, a quantidade de antimicrobianos prescrita (média de 4,6 antimicrobianos por paciente, 21,86%) foi acima da recomendada (menor que 20%), o que pode implicar no desenvolvimento de resistência e, consequentemente, a predisposição a desenvolver novas infecções.
  • Item
    Eficácia da Ayahuasca no Tratamento do Luto Patológico: uma Série de Casos
    (2022) Philippsen, Chaiany Colpo Spricigo
    O luto é vivenciado depois da morte de um ente querido, sendo uma experiência dolorosa fazendo parte da vivência que todos nós teremos em alguns momentos da vida, trazendo dificuldade em aceitar a perda trazendo para a pessoa uma dificuldade para seguir em frente com a vida. A ayahuasca é obtida cozinhando duas plantas, Banisteriopsis caapi (BC) e Psychotria viridis (PV) que contém inibidores reversíveis da monoaminoxidase (MAO), como harmina, harmalina e tetrahidroharmina (THH) além de conter atriptamina psicodélica N,N-dimetiltriptamina (DMT), responsável pelos efeitos psicoativos da bebida. O objetivo deste estudo foi investigar se a ayahuasca poderia promover um efeito terapêutico para 5 pacientes com sintomas de luto patológico. Os pacientes foram avaliados com escalas de luto, depressão, qualidade de vida, sono e ressignificação. A ayahuasca foi administrada em dose única, por via oral na forma liquida. A conduta terapêutica foi realizada em grupo, porém cada participante foi instruído a vivenciar sua experiencia sem nenhum protocolo de conduta pré estabelecido, sendo requerido apenas que permanecessem no mesmo espaço físico. Durante o período de vivência foi utilizada uma sequencia musical pré determinada pelos pesquisadores. Cada paciente foi seu próprio controle, onde em que foram comparados os sintomas antes do tratamento e 7, 30 e 365 dias após a administração. Os pacientes em geral tiveram uma melhora em relação ao luto avaliado na escala PG13. A ressignificação do luto ficou evidente nos pacientes 1, 3, 4 e 5, que obtiveram melhora na relação com sua perda. A melhora dos sintomas de luto durou até 365 dias após o tratamento. Ocorreu melhora de quatro dos cinco pacientes quando avaliados os sintomas depressivos. A pesquisa demonstrou que a bebida reduziu consideravelmente sintomas depressivos e sintomas relacionados ao luto, além de melhora em relação ao sono dos participantes. Além disso, esses efeitos foram observados até um a n o após a administração única de ayahuasca. Novos estudos com mais pacientes e grupo controle são necessários para confirmar e ampliar esses dados.
  • Item
    Análise Ecoepidemiológico da Leishmaniose Visceral Canina no Município de Foz do Iguaçu entre 2018 e 2019
    (2022) Law, Alan Yeung; Orientação; Tavares, Flávio Luiz; Delai, Robson Michael
    As leishmanioses são consideradas doenças parasitárias zoonóticas e cosmopolitas, em processo de expansão em diversos continentes. A alta adaptabilidade do agente etiológico a um amplo espectro de hospedeiros mamíferos é observada na forma mais agressiva da doença, a leishmaniose visceral (LV) ou Calazar, causada pelo protozoário Leishmania infantum, e transmitida a seus hospedeiros vertebrados pelo flebotomíneo Lutzomia longipalpis. Com características ecoepidemiológicas singulares, embora possa se apresentar insidiosa em parte importante do seu curso natural, a LV é responsável por altas taxas de letalidade quando não tratada. A cidade de Foz do Iguaçu, fronteiriça com Ciudad del Este (Paraguai) e Puerto Iguazu (Argentina) apresenta um intenso fluxo de pessoas e animais, o que pode facilitar a circulação de diferentes espécies e cepas de Leishmania. Nos últimos anos, a casuística de LV vem aumentando de forma preocupante na população canina da cidade e o primeiro caso humano autóctone foi confirmado no ano de 2015. Atualmente, o Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) e os laboratórios de referência estaduais utilizam testes rápidos e sorológicos de ELISA (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay) para diagnosticar a enfermidade em cães do município e da região, procedimento indicado pelo Ministério da Saúde. Entretanto, número importante de casos, incluindo-se muitos subclínicos, necessita de confirmação por técnicas que apresentem maior sensibilidade e especificidade diagnósticas. Neste estudo foram averiguados os resultados através da análise de concordância por meio do Coeficiente de Cohen Kappa entre o teste rápido com a confirmação pelo teste de ELISA em relação ao teste molecular via PCR (polymerase chain reaction) em tempo real utilizando amostra de sangue total obtido pela demanda espontânea do CCZ, realizando-se um levantamento socioambiental dos tutores dos animais e correlacionando o com a situação epidemiológica desta enfermidade canina. O estudo também elaborou mapa de adequabilidade ambiental baseados nas condições climáticas e avaliou potencial área de ocorrência da zoonose. Através do modelo estatístico verificou-se que não houve concordância entre o teste molecular com os testes sorológicos resultando em um valor k=0,1675. Outro ponto analisado refletiu que a permanência do animal em área externa aumenta o risco em mais de cinco vezes de contraírem a doença. Em relação a adequabilidade ambiental, concluiu-se que a cidade apresenta um elevado potencial de ocorrência da leishmaniose visceral canina. O presente estudo visou contribuir com análises ecoepidemiológicas da região e auxiliar no melhor conhecimento sobre as características moleculares do parasita da LV circulante na Tríplice Fronteira, buscando incrementar e validar as opções diagnósticas disponíveis na região.
  • Item
    Evaluación Histológica de Singanglio de Garrapatas Rhipicephalus Sanguineus (Acari: Ixodidae) en Ayuno Expuestas al Aceite Esencial de Tagetes Minuta L.
    (2022) Cepeda Aguilar, David Fernando; Jociani, Ascari; Pablo Henrique, Nunes
    La garrapata Rhipicephalus sanguineus sensu lato linaje tropical (Acari: Ixodidae) se considera un problema sanitario debido a su papel como vector de diferentes enfermedades de importancia veterinaria. Cepas de garrapatas resistentes a los acaricidas sintéticos han causado dificultades en su control, además de los acaricidas sintéticos ser perjudiciales para el medio ambiente. La investigación de plantas con propiedades acaricidas y repelentes ha demostrado ser una alternativa eficaz en el control de garrapatas. El género Tagetes spp. destaca por su uso como control tradicional de plagas en hogares y plantaciones y también por su potencial como acaricida/insecticida en condiciones de laboratorio contra R. sanguineus. El primer objetivo de esta investigación fue evaluar el efecto de diferentes dosis de aceite esencial de Tagetes minuta (TMEO) (1,25%, 2,5%, 5%, 10% y 20%), amitraz 12,5% dosis subletal (control negativo) y Tween 20 al 2% (control positivo) sobre el sistema nervioso central (synganglio) en adultos no alimentados de R. sanguineus expuestos a las sustancias mencionadas mediante el método de Inmersión de Adultos (Test de Drummond). El análisis histológico del singanglio expuesto a las diferentes concentraciones de TMEO y amitraz 12,5% mostró un efecto significativo con signos de daño celular que incluían aumento de volumen, pérdida de forma y vacuolización, además de alteraciones de la cromatina como condensación, marginación y fragmentación. Los TMEO se analizaron mediante cromatografía de gases acoplada a espectrometría de masas y detector de ionización de llama mostrando la presencia de 21 compuestos que según su estructura química se clasifican como terpenoides, entre ellos (Z)-β-ocimeno, ocimeno, (Z)-tagetona, y verbenona se encontraron en cantidades mayores.
  • Item
    O Efeito de Microdoses de Canabinoides nos Sintomas Neuropsiquiátricos, Sono e Qualidade de Vida na Doença de Alzheimer: um Ensaio Clínico, Prospectivo, Randomizado, Duplo-Cego e Controlado por Placebo
    (2022) Silva, Taynara; Orientação
    A doença de Alzheimer (DA) é a demência que mais afeta a população idosa no mundo, é uma doença neurogedenerativa e progressiva, caracterizada pela morte neuronal e acúmulo intracelular de emaranhados neurofibrilares (NFTs) contendo Tau hiperfosforilada (p-Tau), e por acúmulo extracelular de agregados insolúveis de β-amiloide (Aβ), porém a sua etiologia ainda é desconhecida. Além da perda cognitiva estima-se que 96% dos pacientes apresentem algum sintoma neuropsiquiátrico, como ansiedade, depressão e distúrbios do sono. Atualmente não existe uma terapia farmacológica que impeça a progressão da doença, existindo alternativas paliativas para atenuar os seus sintomas, que são principalmente perda de memória e capacidade cognitiva, depressão, ansiedade e distúrbios do sono. Existem evidências que indicam uma hipofunção do sistema endocanabinoide na DA, e que o tratamento farmacológico com canabinoides pode reduzir diferentes eventos relacionados à fisiopatologia desta doença, incluindo a neuroinflamação e o acúmulo de emaranhados neurofibrilares e peptídeos β-amiloides. O presente estudo avaliou por 180 dias, 24 indivíduos, randomizados em 2 grupos, tratado e placebo. O grupo tratado recebeu uma dose de 0,350 mg/ml de CBD e 0,500 mg/ml de THC. Foram utilizados as seguintes escalas para avaliação: Inventário Neuropsiquiatrico (INP), Escala de Depressão Geriátrica (EDG), Qualidade de vida na doença de Alzheimer (QdV-DA) versão paciente, versão cuidador e versão cuidador-paciente, Escala para depressão em demência de Cornell, Inventário de qualidade de sono de Pittsburgh, e Escala de sonolência de Epworth (ESS). Não foram observados resultados significativos no presente estudo entre o grupo tratado e placebo na dose aqui administrada no período de seis meses nos sintomas neuropsiquiátricos em indivíduos com doença de Alzheimer.
  • Item
    Determinação de Agrotóxicos na Água de Consumo do Município de Missal – PR
    (2020) Ávila, Ana Paula; Orientação; Toci, Aline Theodoro; Boroski, Marcela
    A região oeste do estado do Paraná, na qual está situada a cidade de Missal, tem como a principal atividade econômica a agricultura, e por consequência, essa região vem desta-cando-se no cenário nacional e mundial pelo uso de agrotóxicos. O objetivo deste trabalho foi analisar por métodos cromatográficos, a água consumida pela população de Missal, determinando alguns íons, e também agrotóxicos como: atrazina, e os seus produtos de transformação deisopropilatrazina (DIA) e desetilatrazina (DEA), glifosato e seu metabólito ácido aminometilfosfônico (AMPA), ácido 2,4-diclorofenoxiacético (2,4 D), paraquat, diazinon, malation, paration, clorpirifos e pirimifós. Foram coletadas amostras mensal-mente, em um período de um ano, em 10 pontos de abastecimento da cidade, totalizando 120 amostras. Glifosato e AMPA foram identificados em 53,3% e 76,7% das amostras respectivamente. O 2,4-D e o paration, considerados extremamente tóxicos, foram identificados em todas as amostras deste estudo. O 2,4-D sempre abaixo do limite de quantificação (LQ) de 1,19 µg L-1, e o paration em 16 amostras com concentração variando de 1,58 a 71,02 µg L-1. O paraquat, agrotóxico que não apresenta níveis máximos na legislação brasileira e que foi banido no Brasil, teve frequência de ocorrência em 74,1% das amos-tras quantificáveis, com o valor 93,21 µg L-1 em uma coleta. O malation foi identificado em 65,0% das amostras, todavia abaixo do valor de LQ (0,57 µg L-1). Diazinon foi encontrado em 9 e clorpirifós em 3 amostras abaixo dos valores de LQ 0,69 e 0,35 µg L-1, respectivamente. O pirimifós foi identificado em 10 amostras, sendo só um valor acima do LQ (0,63 µg L-1). Os íons nitrato e amônio apresentaram ocorrência nas amostras, sendo que o íon amônio apresentou valores acima do máximo permitido pela legislação brasileira em uma amostra. Com base nos resultados obtidos ressalta-se a importância de medidas para preservação dos poços que são as fontes de consumo de água no município.
  • Item
    Potencial Biorremediador de Microrganismos Isolados de Sedimentos Marinhos Antárticos
    (2022) Carlos, Layssa de Melo; Orientação
    No processo de extração, transporte e uso do petróleo, podem ocorrer derrames acidentais que contaminam o ambiente terrestre e aquático, prejudicando a fauna e a flora, causando desequilíbrio ecológico e problemas à população humana. A biorremediação tem sido considerada uma alternativa promissora na tentativa de descontaminar ambientes contaminados com compostos derivados do petróleo, pois espécies microbianas sintetizam enzimas que degradam estes compostos. Os microrganismos encontrados na Antártica possuem características peculiares, como sobrevivência em baixas temperaturas e alta exposição à radiação UV. Esta adaptação é suportada pela capacidade destes organismos em sintetizar enzimas e/ou metabólitos diferenciados dos produzidos por microrganismos de ambiente mesofílicos. Assim, os microrganismos antárticos e seus mecanismos de sobrevivência ainda precisam ser investigados de maneira mais efetiva quanto à capacidade de sintetizar compostos que possam auxiliar importantes processos como a biorremediação de ambientes frios contaminados com derivados do petróleo. O objetivo desse estudo foi investigar a capacidade de bactérias e fungos isolados de amostras de sedimento marinho Antártico em sintetizar enzimas e/ou metabólitos capazes de transformar/degradar hidrocarbonetos derivados do petróleo. Foram isolados 168 microrganismos, 144 bactérias e 24 fungos filamentosos. As bactérias isoladas com enriquecimento e os fungos isolados sem enriquecimento foram submetidos a ensaios de tolerância a compostos derivados do petróleo e potencial produtor de compostos biossurfactantes. Sete isolados bacterianos (10%) apresentaram capacidade de tolerar a presença de óleo diesel (um deles também foi tolerante a gasolina). Dezoito bactérias (26%) e três fungos filamentosos (12,5%) apresentaram capacidade biossurfactante sendo que duas linhagens bacterianas apresentaram mais de 10% de índice de emulsificação. Todos os fungos filamentosos foram submetidos a ensaios de descoloração do corante RBBR, sendo que oito isolados (33,3%) foram capazes de descolorir o corante em meio sólido e dois isolados (8,3%) descoloriram mais de 60% do corante em meio líquido. Os isolados FAR18 (Cladosporium sp.), FAD28 (não identificado), BADL15 (não identificado) e BADL17 (Psychrobacter sp.) foram os isolados que apresentaram os melhores valores em tolerância ao hidrocarboneto e derivados do petróleo e atividade enzimática. Ensaios de massa seca mostraram que BADL17 (0,05 g.mL-1), BADL15 (0,02 g.mL-1), FAR18 (0,2 g.mL-1) e FAD28 (0,1 g.mL-1) foram tolerantes a presença do composto pireno. Os mesmos isolados apresentaram atividade da enzima lacase variando de 0,005U.L-1 até 0,1 U.L-1. Os resultados do presente estudo demonstram o potencial que microrganismos recuperados de amostras marinhas do continente Antártico podem apresentar em processos de biorremediação de ambientes frios contaminados com compostos derivados do petróleo bem como corantes sintético.
  • Item
    Efeitos da Suplementação Com Ômega Três sobre Parâmetros Imunometabólicos e Antropométricos em Pacientes Renais Submetidos à Hemodiálise
    (2021) Stumpf, Ariana Aline; Orientação
    Estudos apontam que pacientes em tratamento de hemodiálise são acometidos por alterações do estado nutricional que se associa a elevada morbimortalidade, inflamação, estresse oxidativo, disfunção endotelial e uremia. Simultaneamente o óleo de peixe tem se mostrado expressivo como modulador inflamatório e metabólico em humanos. Neste estudo foram selecionados 47 indivíduos com doença renal crônica, com no mínimo seis meses de hemodiálise. Estes foram submetidos a um protocolo de 180 dias de suplementação com óleo de peixe, a dose diária estabelecida foi de 2000mg. Foram verificados em 3 etapas para avaliar o perfil antropométrico: Etapa 0: antes da realização do protocolo, Etapa 3: após 3 meses de suplementação e Etapa 6: após 6 meses de suplementação, e 2 etapas para avaliar o perfil bioquímico. Os exames bioquímicos de rotina foram realizados em dois grupos, grupo não suplementado (GNS) e grupo suplementado (GS), foram verificados os resultados dispostos no prontuário dos pacientes em relação aos exames, ureia, potássio, fosforo, glicose, hematócrito, hemoglobina e cálcio. Foi analisado o perfíl inflamatório em relação aos níveis plasmáticos de PCR, interleucina-6, e estes foram comparados de acordo com a evolução da própria amostra. A análise de bioimpedância detectou aumento de massa magra e redução da gordura corporal ao longo dos seis meses de suplementação. Houve diferença nos resultados encontrados pela técnica de dobras cutâneas e a técnica de bioimpedância elétrica, o que pode estar associada ao estado de hidratação dos indivíduos. Ao final dos seis meses, a proporção de indivíduos com valores de PCR fora dos critérios de referência reduziu-se pela metade. Não foram detectadas diferenças significativas nos parâmetros bioquímicos de pacientes suplementados e não suplementados.