Políticas públicas educacionais e a diminuição do interesse e criatividade de estudantes.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024

Autores

Mendieta Rodríguez, Jorge Moisés

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Esta pesquisa analisou fatores que podem aumentar o desinteresse dos estudantes em sala de aula, com foco na possível influência de políticas públicas educacionais, no Brasil e na América Latina. Para cumprir este objetivo, fez-se uso de referências teóricos para compreender como funcionam essas políticas educacionais sob a influência de órgãos de controles internacionais. Aplicou-se ainda um questionário à professores da Educação Básica, com o intuito de investigar como as decisões tomadas no âmbito político, influenciam o quotidiano escolar. A partir dos resultados alcançados, buscou-se estabelecer possíveis fatores relevantes para a discussão da diminuição no interesse dos estudantes pelo atual modelo escolar. Além disso, foram identificados diferentes pontos que poderiam contribuir para uma melhora desta situação, ao considerar a participação dos professores na formulação das políticas públicas educacionais alternativas para o estabelecimento de um ambiente de ensino e de aprendizagem saldável e de qualidade, com vistas a uma educação emancipadora e crítica.

Descrição

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Tecnologia, Infraestrutura e Território da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de licenciado em Geografia - Licenciatura.

Palavras-chave

Políticas Públicas Educacionais, Educação Emancipadora, Autonomia Docente, Neoliberalismo.

Citação