Componentes Curriculares e a Formação Pedagógica em Curso de Geografia Grau Licenciatura: o Caso da Unila e Universidades dos demais Países Latino-Americanos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019

Autores

Silva, Nathan
Menegol, Adriana

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Ao tratar da discussão sobre currículo e componentes curriculares, é importante ter em mente que são produzidos em um determinado tempo e espaço, refletindo assim desejos e ideias de grupos que compõem a sociedade para o qual o currículo escolar ou do ensino superior foi pensado, portanto não é neutro. Apple (1994, p. 59), reforça o caráter de não neutralidade do currículo ao afirmar que o mesmo é seletivo, é “[...] resultado da seleção de alguém, da visão de algum grupo acerca do que seja conhecimento legítimo. É produto de tensões, conflitos e concessões culturais, políticas e econômicas que organizam e desorganizam um povo”. Na América Latina, segundo Kalmus e Souza (2016, p. 56), a partir da década de 1990, é possível verificar sinais de reformas educacionais dessa natureza que visavam atender “[...] à demanda não apenas da expansão do ensino, mas também da adequação da educação pública às mudanças da lógica de regulação capitalista, dado o diagnóstico da ‘ineficácia do sistema’”. Para os autores, essa necessidade de expansão do ensino e o discurso de ineficácia do ensino nesses países, em particular do ensino básico, resultaram no transcorrer da década de 1990 em reformas educacionais que em tese, atenderiam a demanda de qualidade e equidade na educação básica mas que também pregavam a urgência de inovação nos estabelecimentos de ensino bem como a inserção de ideias como competência, efetividade e descentralização para o campo das políticas públicas de educação. A partir dos anos 2000 segundo Kalmus e Souza (2016), tem-se verificado outro momento de reformas educacionais no ensino básico e superior em diversos países latinos, que tem se concretizado a partir de novas legislações. E dentre os aspectos privilegiados por essas reformas e legislações que norteiam a formação no âmbito do ensino superior, chama-se a atenção para o currículo dos cursos voltados para a formação inicial de professores nos cursos de licenciatura, produtos de um dado contexto socioespacial, histórico e político de cada país latino. Objetivou-se com esse projeto de extensão identificar quais os componentes curriculares voltados para a formação docente do curso de Geografia, grau Licenciatura, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), e aqueles presentes em cursos de Geografia grau licenciatura de universidades públicas dos demais países Latino-americanos. Essa pesquisa justifica-se pelo fato da mesma contribuir para o debate acerca dos avanços necessários no tocante a organização curricular dos cursos de licenciatura em Geografia.

Descrição

Relatório Final de Bolsista apresentado para atender requisito do Edital 01/2018 PROINT-IMEA-PROGRAD.

Palavras-chave

Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA)

Citação