Os elos entre os circuitos da economia urbana brasileira no atual período: os atacadistas distribuidores e seu papel intermediador.

Resumo

A fragmentação geográfica da produção somada à necessidade de uma rápida reposição de estoques com maior freqüência e segundo prazos cada vez mais curtos, tanto na indústria quanto no varejo, torna a busca pela maior fluidez da circulação uma imposição para a sobrevivência das empresas. Fato que, no Brasil, é acentuado com a abertura da economia, impondo uma maior competitividade às empresas, e com as mudanças no consumo advindas com a estabilização da moeda brasileira após 1994, incluindo sua expansão social e territorial. Em resposta a este verdadeiro imperativo, tem ocorrido a ascensão das atividades voltadas ao planejamento, ao controle e à gestão dos fluxos da logística de distribuição. De um lado, observamos a redefinição da logística empresarial e, de outro, acompanhamos a formação de uma nova organização produtiva do território em que os meios materiais e normativos passam a constituir arranjos que tendem a ampliar a vida de relações entre os lugares. No âmbito deste processo, os atacadistas distribuidores de produtos de mercearia básica continuam exercendo um papel significativo na intermediação entre a indústria e o pequeno varejo. As modernizações do atacado brasileiro acompanham um novo arranjo dos circuitos espaciais da produção e possibilitam uma maior vida de relações entre as cidades, o que contribui para o curto-circuito das redes urbanas regionais e confirma o elo existente entre os dois circuitos da economia urbana brasileira. Estas modernizações incluem o ganho de eficácia nas operações logísticas por meio da adoção de novas tecnologias e métodos organizacionais e novas relações de cooperação, sobretudo, com o pequeno varejo por intermédio da prestação de diversos serviços e pela gestão de redes de negócios que reafirmam seu papel de elo entre os dois circuitos da economia urbana brasileira

Descrição

Tese apresentada ao Instituto de Geociências como parte dos requisitos para a obtenção do título de Doutor em Ciências, análise ambiental e dinâmica territorial. Orientador: Prof. Dr. Ricardo Abid Castillo. 2009

Palavras-chave

Economia urbana - Brasil, Logística, Comércio varejista, Comércio atacadista, Pós-Graduação Teses de Doutorado

Citação

XAVIER, Marcos Antonio de Moraes. Os elos entre os circuitos da economia urbana brasileira no atual período: os atacadistas distribuidores e seu papel intermediador. 208 p. Tese de Doutorado (Pós-Graduação em Geografia, análise ambiental e dinâmica territorial) – Universidade de Campinas (Unicamp), Campinas, SP, 2009.