"Eu tava na Minha casa, sem Pensá, sem Imaginá": os Capoeiras entre a Marginalidade e a Guerra do Paraguai

Imagem de Miniatura

Data

2022

Autores

Fernandes, Anderson da Silva
Uhle, Ana Rita

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Este trabalho busca compreender a memória da presença afro-brasileira na Guerra do Paraguai, a partir do cruzamento de: fontes orais (canções de capoeira), historiografia relacionada ao tema, e fontes de jornais durante os anos 1860-1870 , e entender porque essas memórias persistem em aparecer no universo da capoeira. As memórias presentes nas canções e no ensino da capoeira, por vezes tratam-se de memórias que foram subalternizadas dentro da construção da memória oficial, e que em oposição a ela reivindicam seu espaço. Esse espaço reivindicado pelas memórias da capoeira, é o espaço das populações afro-brasileiras como ativas e participantes da História e das transformações sociais de seu tempo. Os capoeiras, homens negros, livres e escravizados, que foram marginalizados pelo sistema escravocrata dentro do século XIX, não se renderem a repressão imposta, e causaram terror nas elites, principalmente na cidade do Rio de Janeiro. Pelas memórias das canções, e da oralidade da capoeira, e por outros vestígios do passado, recrutar os praticantes de capoeira para a guerra, possivelmente era uma forma de resolver dois problemas para a sociedade imperial do período: sendo o primeiro diminuir os conflitos gerados pelos capoeiras com as forças da ordem, que provocavam terror nas elites, e o segundo conseguir atender as demandas de contingente para os batalhões que seguiram para o maior conflito armado do nosso continente.

Descrição

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial para a obtenção de título de licenciado em História - Licenciatura.

Palavras-chave

Capoeira, Guerra do Paraguai, Canções de capoeira, Recrutamento

Citação

FERNANDES, Anderson da Silva. “Eu tava na minha casa, sem pensá, sem imaginá: Os capoeiras entre a marginalidade e a Guerra do Paraguai. 2022. 27 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História-Licenciatura) – Universidade Federal da Integração Latino-Americana, Foz do Iguaçu, 2022.