Representações do “eu feminino” no romance La hora violeta de Montserrat Roig

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-08

Autores

Lima, Izabel Sandra de

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Este trabalho busca apresentar um estudo sobre a representação do “eu feminino” por meio da personagemescritora Norma no romance La hora violeta (1981), escrito pela jornalista e escritora catalã Montserrat Roig (19461991). Nesta narrativa, os leitores acompanham como a memória individual das personagens: Judit, Kati, Patricia, Norma, Natália e Agnès contribuem para compreendermos a história/memória coletiva Espanhola, dentre outros acontecimentos importantes do século XX. O fazer literário coloca na prática da escrita temáticas que contemplam as problemáticas da humanidade, tais como: as violências, as catástrofes, os problemas sociais e econômicos, bem como, as questões relacionadas às distintas representações do “eu”, ainda no campo das reflexões muitas obras apresentam uma teorização sobre a literatura e o fazer literário. No romance de La hora violeta cabe à personagemescritora Norma dar voz à si mesma e à essas outras mulheres. O trabalho sobre a representação do “eu feminino” a partir composição da personagemescritora Norma nesse romance apoiase as nas teorias relacionadas ao dialogismo, ao pacto autobiográfico e nos artigos sobre metacrítica das críticas literárias Iris M. Zavala e M. Díaz- Diocaretz (1993). Ambas as críticas apresentam em seus respectivos artigos a trajetória da escrita de autoria feminina que coloca em debate as questões do “eu feminino” por meio da representação de personagens com voz e vez na literatura escrita em língua castelhana

Descrição

IX Congresso Brasileiro de Hispanistas realizado nos dias 22 a 25 agosto 2016

Palavras-chave

Montserrat Roig - escritora y periodista española

Citação