Comunicação e a Prática Decolonial: Rádios Comunitárias e a Retomada Linguística na América Latina

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-06-08

Autores

Guedes, Luciana

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar as os mecanismos de silenciamento impostos pelas esferas de poder para o exercício do direito à comunicação enquanto prática libertadora e pedagógica. Para tanto, foi realizado um extenso trabalho de campo com rádios comunitárias no Paraguai e na Bolívia, onde se identificou que as regulamentação do setor de telecomunicações não garante o acesso da população ao espectro radioelétrico de forma igualitária, privilegiando uma política de mercado e as emissoras comerciais. Neste sentido, a pesquisa tenta identificar alguns destes mecanismos a partir de uma leitura histórica do processo de formação dos Estados, até o atual estado neoliberal na América Latina. O processo de investigação foi desenvolvido através de entrevistas abertas, fotografias e relatos da pesquisadora. A interlocução entre as experiências de campo e o referencial teórico se dá a partir do diálogo com conceitos propostos pela epistemologia decolonial latino-americana e o material de campo, incluindo documentos audiovisuais e textuais dos grupos sociais pesquisados e as Leis de Regulamentação das Telecomunicações.

Descrição

Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Integração Contemporânea da América Latina da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Integração Latino-Americana.

Palavras-chave

Rádios Comunitárias; Paraguai; Bolívia; Línguas originárias; Colonialidade

Citação