O policial como estratégia de questionamento da construção da memória coletiva do passado recente da Espanha na obra de Isaac Rosa

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-08

Autores

Pereira, Flávio

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Na passagem do século XX ao XXI e na primeira década do século presente, novos autores vieram a público e trouxeram novos olhares sobre a construção da memória coletiva do passado recente da Espanha (eixo temporal II RepúblicaFranquismoTransiçãoDemocracia). Para tanto, adotam diversos procedimentos estéticos, entre os quais está a arquitetura da narrativa policial e o mote da investigação. Neste trabalho, pretendemos verificar de que forma Isaac Rosa leva a cabo este procedimento, com o objetivo de tensionar o campo literário e revelar as artimanhas do mercado de atender a curiosidade dos leitores. Desta forma, analisaremos as obras ¡Otra maldita novela sobre la guerra civil! (2007) e El vano ayer (2004), ganhador da 14a edição do Prêmio Rómulo Gallegos. A primeira é uma reescritura irônica do romance La malamemoria (1999) e incorpora os comentários em pé de página de um leitor impaciente que questiona os clichês da representação literária. A segunda também adota uma poética irônica, mas é o próprio narrador que ataca os clichês da representação ficcional sobre o passado recente da Espanha.

Descrição

IX Congresso Brasileiro de Hispanistas realizado nos dias 22 a 25 agosto 2016

Palavras-chave

Construção da memória

Citação