Saúde e migração haitiana: propostas de intervenção na saúde mental a partir de uma revisão de literatura

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022

Autores

Ismael Mondesir

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Na atualidade há um expressivo contingente de refugiados que deixam suas casas devido a conflitos, guerras, perseguições e violações dos direitos humanos, em busca de novas oportunidades. O Brasil tem se tornado um dos destinos destas pessoas, inclusive recebendo haitianos refugiados. Este estudo objetiva revisar a literatura científica disponível em bases de dados eletrônicas nos últimos cinco anos a respeito dos impactos na saúde mental dos Haitianos. A pesquisa foi realizada em duas bases de dados (BVS) e PubMed, a partir da interseção dos descritores ‘’Haiti’’, ‘’Imigrantes’’, ‘’Saúde Mental’’, e ‘’Haitianos’’. Selecionou-se 8 artigos para análise. Os conteúdos abordados nos trabalhos foram agrupados constituindo três categorias, a saber: 1) desafios enfrentados pelos Haitianos ao chegar ao país de acolhimento, 2) impactos mentais do processo migratório forçado no Haiti e 3) propostas de intervenção na saúde mental dos dos Haitianos. A partir das informações obtidas, enfatiza-se a elaboração de políticas públicas no contexto latino-americano, sobretudo direcionadas à saúde mental com vistas a considerar as singularidades dos Haitianos ao chegar ao país de acolhimento.

Descrição

Palavras-chave

Haiti; Imigrantes; Saúde Mental; Haitianos; Saúde Pública.

Citação

Coleções