Show simple item record

dc.contributor.advisorFriggeri, Felix Pablo
dc.contributor.advisorRena, Natacha
dc.contributor.authorMelo, Talita Lessa
dc.date.accessioned2017-06-19T20:09:02Z
dc.date.available2017-06-19T20:09:02Z
dc.date.issued2017-03-02
dc.identifier.citationMELO, Talita Lessa. O paradigma do Buen Vivir para as cidades na América Latina: Reflexões para uma estratégia alternativa frente ao neoliberalismo global. 2017. 112 p. Dissertação (Integração Contemporânea da América Latina) – Programa de Pós-Graduação em Integração Contemporânea da América Latina, Universidade Federal da Integração Latino-Americana, Foz do Iguaçu/PR, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/2013
dc.descriptionDissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Integração Contemporânea da América Latina da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Mestra em Integração Latino-Americana. Orientador: Prof. Dr. Pablo Felix Friggeri Co-orientadora: Profa. Dra. Natacha Renapt_BR
dc.description.abstractEste estudo se baseia no debate sobre a colonialidade do poder e, consequentemente, sobre a dependência e falta de autonomia no qual foi inserido o território latino-americano, principalmente a partir da colonização e implementação do modelo do Estado Moderno colonial, e mantido posteriormente através dos modelos de desenvolvimento recomendados pelos organismos e bancos internacionais. Neste contexto, as cidades latino-americanas são acompanhadas de novas agendas para o “desenvolvimento” que têm como objetivo último hegemonizar, mercantilizar, explorar e enfraquecer a soberania dos Estados nacionais da região. A partir disso, o trabalho tem como objetivo central analisar como as cidades latino- americanas, a partir do encontro de Bretton Woods e, posteriormente, no contexto da globalização, se inseriram como instrumento para o discurso do desenvolvimento que, em última instância, só colaborou com uma contínua dependência da região em relação aos países desenvolvidos ou do centro mundial de poder. Assim, a partir desta problemática e através de uma revisão bibliográfica especializada, trago como conceito central para a pesquisa o paradigma do Buen Vivir, nascido da cosmovisão indígena e depois utilizado como instrumento transversal da construção das cartas constituintes da Bolívia e do Equador. O paradigma do Buen Vivir que é utilizado como marco epistemológico e histórico, possibilitador de outras ideias de desenvolvimento que vão contra a lógica dominante. Assim é identificado os principais mecanismos de dominação, e em contraposição as possibilidades que o Buen Vivir oferece para o espaço urbano, com o qual busco avançar no debate para uma descolonização territorial para um Buen Vivir urbanpt_BR
dc.description.abstractThis study is based on the debate about the coloniality of power and consequently on the dependence and lack of autonomy in which the Latin American territory was inserted, mainly from the colonization and implementation of the colonial Modern State model, and later maintained through the models of Recommended by international organizations and banks. In this context, Latin American cities are accompanied by new agendas for "development" whose ultimate goal is to hegemonize, commodify, exploit and weaken the sovereignty of the national states of the region. From this, the main objective of this work is to analyze how the Latin American cities from the meeting of Breton Woods and later in the context of globalization were inserted as an instrument for the discourse of development that ultimately only collaborated with a continuous dependence on the Region. Thus, from this problematic, and through a specialized bibliographical revision, I bring as a central concept for the research, the paradigm of Buen Vivir, born of the cosmo indigenous vision and later used as a transversal instrument of the construction of the charters of Bolivia and Ecuador. The paradigm of Buen Vivir is used as a landmark, epistemological and historical, enabling other ideas of development that go against the dominant logic. In this way, the main mechanisms of domination are identified, and in opposition to the possibilities that the Buen Vivir offers to the urban space, with which I seek to advance in the debate towards a territorial decolonization for a Good Urban Life
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectAmérica Latinapt_BR
dc.subjectColonialidade do poderpt_BR
dc.subjectBuen Vivirpt_BR
dc.titleO paradigma do Buen Vivir para as cidades na América Latina: Reflexões para uma estratégia alternativa frente ao neoliberalismo globalpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record