Trabalho Precarizado e a Saúde dos Docentes: uma Análise sobre uma Categoria Profissional que Adoece por Motivo de Trabalho na Rede Pública de Santa Catarina - Região Oeste

Resumo

A finalidade da pesquisa é compreender o real impacto da relação entre o mundo do trabalho precarizado, e a saúde dos profissionais docentes da rede estadual de educação de SC. Os municípios estudados, a saber, Galvão, Coronel Martins, Jupiá, São Bernardino, Campo Erê, Novo Horizonte e São Lourenço do Oeste SC, a partir de uma análise das condições de trabalho bem como as políticas educacionais. Para isto, pretende-se comparar o marco legal educacional, em diferentes dimensões, para avaliar de que forma a saúde dos profissionais docentes foram afetadas. A educação em processos de transição, bem como a jornada de trabalho docente. Os fatores que têm contribuído para a melhoria ou precarização das condições de trabalho. Partindo-se da perspectiva de o quanto é ampla e relevante a necessidade desta pesquisa no intuito de aproximar, e eliminar barreira numa perspectiva de maior interação entre o mundo do trabalho e a saúde dos docentes. Sabemos que a educação e os educadores atualmente atravessam dias de obscuridade, tanto no que diz respeito as diretrizes, políticas, formações e destinação de recursos públicos capazes de suprir as novas demandas inerentes a este contexto pandêmico, quanto pela inexistente estrutura adequada à implementação desta nova metodologia de ensino. Tais complicadores ressoam diretamente na conjuntura de oferta e acesso deste ensino remoto à população brasileira, em especial, nas periferias e classes sociais mais pobres. Além dos impactos psicológicos diretamente relacionadas à COVID-19, coexistem conjuntamente, os abalos biopsicossociais causados pelas medidas preventivas de contenção da pandemia, como por exemplo, os efeitos da quarentena e do isolamento social, que limitam não somente nossas interações presenciais e relações sociais, e também, restringem a realização de atividades de lazer e entretenimento, sendo estes, considerados como potenciais fatores de risco à saúde mental e bemestar emocional.

Descrição

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política na América Latina.

Palavras-chave

Educação; Saúde docente; Pandemia; Trabalho docente

Citação