O Aumento do Trabalho Infantil na Tríplice Fronteira durante a Pandemia da COVID-19

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023

Autores

Santos, Anna Letícia Pereira

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

A Tríplice Fronteira sempre esteve no radar das Organizações Internacionais no que se refere ao trabalho e exploração de crianças e adolescentes; isso se justifica pelo fato de haver um grande fluxo de pessoas na região por conta das fronteiras entre Brasil, Paraguai e Argentina. No entanto, a pandemia da COVID-19, segundo a OIT e a UNICEF, trouxe novos desafios para a região, já que a crise socioeconômica abalou imensamente as cidades da fronteira, resultando no desemprego e na baixa da renda de muitas famílias. Somando-se a isso, a suspensão de aulas no ano de 2020 agravou o problema e o trabalho infantil passou a ser uma realidade ainda mais abrangente. Por esse motivo, o presente trabalho procura avaliar como a crise sanitária influencia no aumento do trabalho infantil em Foz do Iguaçu e suas cidades vizinhas, buscando diretrizes para a solução do problema humanitário que se encontra na região.

Descrição

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política da Universidade Federal da Integração Latino- Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Relações Internacionais e Integração.

Palavras-chave

trabalho infantil, pandemia, COVID-19, tríplice fronteira, crise sanitária

Citação