A Tríplice Fronteira Pós-11 de Setembro: uma Análise sobre o Turismo Trinacional diante do Terrorismo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023

Autores

Rodrigues, Angela Vieira

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Os atentados ocorridos no dia 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, trouxeram consequências para todo o mundo. Notava-se a insegurança das relações internacionais estadunidenses, dando destaque à Guerra ao Terror formulada pelo país para combater as ameaças terroristas. Isso também teve efeito com relação à Tríplice Fronteira, pelas suas características e dinâmicas distintas. Sabe-se que as regiões fronteiriças são mais porosas, e atividades ilícitas como o tráfico, o contrabando e o descaminho são bastante presentes na região. Ainda, a presença da grande comunidade árabe-muçulmana local chamava a atenção para a suspeita da região ser um núcleo econômico onde o terrorismo islâmico pudesse usufruir e se beneficiar na obtenção de financiamento para as atividades terroristas, essa era a maior suspeita sobre terrorismo para com a comunidade que foi se consolidando nesta fronteira. A partir desse contexto, tendo como objeto de estudo deste trabalho o desempenho do turismo diante das suspeitas de existência de células terroristas na Tríplice Fronteira, e sendo o setor turístico um dos que mais desenvolve o local, buscase aqui entender como as acusações de terrorismo são notadas pelo setor, sua influência na cadeia produtiva turística e se houve prejuízos significativos atrelados a essas acusações.

Descrição

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Economia, Sociedade e Política da Universidade Federal da Integração Latino- Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Relações Internacionais e Integração.

Palavras-chave

Tríplice Fronteira; terrorismo; turismo; Foz do Iguaçu

Citação