Show simple item record

dc.contributor.authorMartins, Dênis Valério
dc.date.accessioned2016-07-12T19:53:45Z
dc.date.available2016-07-12T19:53:45Z
dc.date.issued2011
dc.identifier.citationMARTINS, Dênis Valério. A história da educação superior na América Latina e o desafio integracionista da Universidade Federal da Integração Latino-Americana(UNILA).98 p. Dissertação de Mestrado(Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Cascavel, PR, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/569
dc.descriptionDissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Educação – PPGE, área de concentração Sociedade, Estado e Educação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Educação. Orientadora: Profa. Dra. Carmen Célia Barradas Correia Bastos.pt_BR
dc.description.abstractA América Latina foi dominada durante vários séculos pelos europeus. Desde a chegada do primeiro europeu a ibero-América, este domínio se deu na cultura, na língua, na religião e na educação, dentre outros. O uso da violência física e ideológica foi característico desse período de dominação dos povos originários. A estratégia utilizada pelos conquistadores europeus, durante o período de colonização, foi a implantação de uma cópia da metrópole no continente americano. Política, arquitetura, urbanização, religião, cultura e educação foram recriadas nos territórios coloniais ibéricos. Essa recriação deixou de fora aqueles que não eram europeus. Dessa forma, o trabalho fará uma retomada histórica na América Latina apresentando como foi a relação entre europeus e povos originários durante o período colonial. A educação nos territórios coloniais americanos de Portugal e Espanha será, também, enfocada com ênfase na gênese das universidades latino-americanas. Mais de quinhentos anos se passaram desde a chegada de Colombo e, aparentemente, pouca coisa mudou em relação ao elitismo e a supervalorização externa em detrimento ao regional. Alguns movimentos que tinham como objetivo a integração latino-americana ocorreram na região, como por exemplo: a integração por Símon Bolívar e o MERCOSUL. Esses movimentos se constituíram como ações contra-hegemônicas na América Latina. Mas, atualmente, a criação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) pelo governo brasileiro pode ser considerada uma ação contra-hegemônica? O trabalho procurará responder essas e outras questões inerentes ao percurso da educação superior, as diferentes concepções de integração e possíveis movimentos contra-hegemônicos na América Latina.pt_BR
dc.description.abstractLatin America was dominated by Europeans for centuries. Since the arrival of the first European at America, culture, language, religion and education were dominated. The use of physical and ideological violence was a remark at that time of original people domination. The strategy used by the European conquerors, during the colonization, was the implementation of the metropolis model in the American continent. Politics, architecture, urbanization, religion, culture and education were recreated in the Latin America. The not-Europeans were left outside this process. The present work will make an historical review of Latin America showing how was the relationship between Europeans and original people during the colonial period. The education in the American colonial territories of Portugal and Spain will, also, be focused with emphasis on Latin- American university genesis. More than five hundred years passed since the Colombus arrival, and, apparently, not much was changed of the elitism and high valorization of external model in detriment of the regional issues. Some movements that had the Latin-America integration as goal occurred in the area, as for example: the integration by Símon Bolivar and the MERCOSUL. Those movements were constituted counter-hegemonic actions in Latin-America. But, recently, can the creation of the Universidade Federal da Integração Latino- Americana (UNILA) by Brazilian government be considered a counter-hegemonic action? The work will seek to answer those and other questions inherent to the higher education issue, like the distinct integration concepts and possible counter- hegemonic movements in Latin-America
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectAmérica Latinapt_BR
dc.subjectEducação superiorpt_BR
dc.subjectUniversidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)pt_BR
dc.subjectPós-Graduação Dissertações de Mestrado
dc.titleA história da educação superior na América Latina e o desafio integracionista da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)pt_BR
dc.typemasterThesispt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record