Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Gilson Batista de
dc.contributor.authorLima, Caren Freitas de
dc.date.accessioned2017-02-10T14:07:44Z
dc.date.available2017-02-10T14:07:44Z
dc.date.issued2012-06-05
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/764
dc.descriptionAnais do I Encontro de Iniciação Científica e de Extensão da Unila - Sessão de Ciências Econômicas e Geografia - 05/06/12 - 14h00 às 18h00 - Unila-Centro - Sala 15 - 3o Pisopt_BR
dc.description.abstractA análise da região transfronteiriça do Brasil e Paraguai, respectivamente Foz do Iguaçu e Ciudad del Este é dada através de uma revisão bibliográfica para explicitar as relações econômicas da região trans - fronteiriça pautando o efeito polarizador e os efeitos cumulativos desta cidade paraguaia perante a região e as pessoas que dela dependem. Esse estudo não relaciona somente fatores estritamente econômicos, in - clui-se também o aspecto social e político, pois, na complexidade do tema, fatores isolados não demons - trariam a realidade da região. No contexto histórico os laços de ambas as cidades foram estreitados atra - vés dos interesse de ambos os países, investimentos em infraestrutura e acordos bilaterais fomentaram as relações econômicas na região transfronteiriça. Construções como a Ponte da Amizade em 1965 e a cons - trução da Usina hidrelétrica Itaipu Binacional entre a década de 70 e 80 formaram um marco no ciclo eco - nômico da região atraindo mais pessoas para esse espaço. Partindo da infraestrutura e acordos, o próprio governo paraguaio na década de 70 incentivara o comércio em Ciudad del Este isentando o turista de im - postos, normativa que perdura até os dias de hoje, era o fomento da atividade motriz da região: o comer - cio. Atualmente Ciudad del Este é o terceiro maior polo de compras do mundo, polarizando a região PER- ROUX (1967) que pertence e além, afetando diretamente e indiretamente a vida de milhares de pessoas. Ela atrai para si capital, infraestrutura, recursos humanos em detrimento de outras regiões mais pobres. O efeito polarizador é tanto dentro do próprio Paraguai como também em outros países, em Foz do Iguaçu, por exemplo, a rede hoteleira mostra-se dela dependente, milhares de empregos são por ela causados, es - tão inseridos milhares de trabalhadores, desde pajeros, mesiteros, cajeros4, laranjas, camelôs, até grandes grandes importadores. De acordo com autoridades paraguaias cerca de 10.000 brasileiros atravessam dia - riamente a fronteira para trabalhar no comércio paraguaio, entre 12.000 e 20.000 árabes atuam diretamen - te na atividade comercial, além dos 30.000 sacoleiros que viajam horas e até dias a fim de revenderem os produtos ali encontrados. Entretanto, esse poder polarizador de Ciudad del Este acaba por criar entraves, como o detrimento de outras regiões do próprio Paraguai, por exemplo, de investimentos e recursos hu - manos e a competição desleal com o comércio do Brasil. Em suma esse estudo visa elencar a riqueza de informações relacionadas a atividade econômica que a região transfronteiriça gera, um estudo que reper - cute no aspecto cultural, político e social, ele demonstra que uma visão parcial das relações econômicas da região podem gerar medidas ineficazes tanto do governo brasileiro, quanto do governo paraguaio, além de afetar a vida de milhares de pessoas que pertencem a esse sistema, as relações econômicas da região transfronteiriça repercutem além, além da sua região, além do aspecto econômico.pt_BR
dc.description.sponsorshipUniversidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectEconomia - região transfronteiriçapt_BR
dc.subjectFoz do Iguaçu (PR) - Brasilpt_BR
dc.subjectCiudad del Este - Paraguaipt_BR
dc.titleEstudo sobre o desenvolvimento e as relações econômicas da região transfronteiriçapt_BR
dc.typeconferenceObjectpt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record