Show simple item record

dc.contributor.advisorAdami, Samuel Fernando
dc.contributor.authorOliveira, Patricia Antonio de
dc.date.accessioned2016-12-20T10:18:34Z
dc.date.available2016-12-20T10:18:34Z
dc.date.issued2016-12-17
dc.identifier.citationOLIVEIRA, A. Patricia. Estudo da Fragilidade Ambiental nos Municípios de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. 2016. 49 páginas. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia – Bacharelado) – Universidade Federal da Integração Latino-Americana, Foz do Iguaçu, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/673
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Tecnologia, Infraestrutura e Território da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Geografia. Orientador: prof. Dr. Samuel Fernando Adami.pt_BR
dc.description.abstractEste trabalho, ao empregar a metodologia de Fragilidade Ambiental, procura contribuir para tentativa de uma análise integrada do espaço, apontando os diferentes graus de fragilidades ambiental para os municípios de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu. Afim, de delimitar áreas mais adequadas a ocupação humana e auxiliar na proposição de diagnósticos a possíveis problemas ambientais futuros. Para tanto, utilizou-se técnicas de Sensoriamento Remoto (SR) e Sistemas de Informação Geográfica (SIG), pois permitem reconhecer e monitorar as mudanças ocorridas na estrutura dos arranjos espaciais subsidiando um planejamento eficiente do território. Encontramos, na maior parte de nossa área de estudos, cerca de 95% da área, fragilidade ambiental Muito Baixa e Baixa, as quais são reflexo das características geomorfológicas e pedológicas, pois apresentam em cerca de 97% da área declives suaves, aqueles inferiores a 12% de declividade, e mais de 70% da área é composta por Latossolos Vermelhos distroférricos e eutroférricos, os quais são bastante resistentes aos processos erosivos, sendo as áreas frágeis pontuais e pouco significativas.pt_BR
dc.description.abstractThe objective of this study is contribute to an attempt of integrated analysis of space using the environmental fragility methodology, pointing out the different degrees of environmental vulnerability of the Foz do Iguaçu and Santa Terezinha de Itaipu counties. With this approach it is defined more appropriate areas for human occupation and is sought anticipate the future potential environmental problems. The use of Remote Sensing (RS) and Geographic Information Systems (GIS), allow to recognize and monitor the changes in the spatial arrangements structure and subsidizing efficient planning of the territory. Ninety-five percent of the study area is classified at very low or low environmental fragility grade, which are effect of the geomorphological and soil features. Because about 97% study area show gentle gradients, those below 12% slope, and over 70% of the area consists of typic Hapludox, which are quite resistant to erosion. The fragile areas are small and quite localized.
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectUnidades ecodinâmicaspt_BR
dc.subjectRelevopt_BR
dc.subjectErosãopt_BR
dc.subjectSolospt_BR
dc.subjectDeclividadept_BR
dc.titleEstudo da Fragilidade Ambiental nos Municípios de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipupt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record