Mostrar registro simples

dc.contributor.authorBotton, Janine Padilha
dc.date.accessioned2016-05-24T18:55:45Z
dc.date.available2016-05-24T18:55:45Z
dc.date.issued2007
dc.identifier.citationBOTTON, Janine Padilha. Líquidos iônicos como novos meios para métodos eletroquímicos. 798 p. Tese de doutorado (Pós-Graduação em Ciência dos Materiais) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, 2007.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/540
dc.descriptionTese de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Materiais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul para a obtenção do título de Doutor em Ciências dos Materiais. Orientador:pt_BR
dc.description.abstractOs líquidos iônicos (LIs) como o tetrafluoroborato de 1-butil-3-metilimidazólio (BMI.BF4) e o hexafluorofosfato de 1-butil-3-metilimidazólio (BMI.PF6) podem ser utilizados como eletrólitos para diferentes reações eletroquímicas. Este trabalho é centrado sobre seus usos como eletrólitos na geração de hidrogênio pela eletrólise da água, na geração de energia elétrica em células a combustível (mais especificamente em células a hidrogênio), mas também mostra suas aplicações na obtenção de polímeros condutores. A preocupação mundial em relação ao aumento da poluição atmosférica e ao esgotamento dos combustíveis fósseis faz com que novas fontes alternativas de energia limpa sejam pesquisadas. O hidrogênio é um “combustível alternativo”, mas ainda necessita de melhorias na sua síntese e emprego para que sua utilização seja economicamente viável. Este trabalho mostra a utilização de LIs como eletrólitos para a produção de hidrogênio via eletrólise da água. Este novo sistema, que opera à temperatura ambiente, apresenta alta eficiência com eletrodos como o aço carbono (AC), com desempenho superior ao eletrodo de platina (Pt). O hidrogênio produzido pela eletrólise da água é de alta pureza e pode ser utilizado para alimentar células a combustível para a geração de energia elétrica. Os LIs podem ser utilizados como eletrólitos neste sistema de célula a combustível. Os resultados obtidos neste trabalho mostram que uma célula a combustível com líquido iônico tem uma eficiência que pode alcançar 67 %, operando à temperatura ambiente, alimentada com hidrogênio e ar. Outra parte deste trabalho estuda o comportamento eletroquímico de polímeros orgânicos condutores, em meio clássico e meio misto LI/solvente. Estes compostos poderão auxiliar no aumento da eletroatividade dos eletrodos empregados tanto no sistema de eletrólise da água como no de célula a combustível.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectEletrólise : Eletroquímicapt_BR
dc.subjectEletroquimicapt_BR
dc.subjectLíquidos iônicospt_BR
dc.titleLíquidos iônicos como novos meios para métodos eletroquímicospt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail
Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples