Show simple item record

dc.contributor.advisorCunha, Evandro José Lemos da
dc.contributor.authorFonseca, Eduardo Dias
dc.date.accessioned2019-06-13T18:01:45Z
dc.date.available2019-06-13T18:01:45Z
dc.date.issued2019-02-25
dc.identifier.citationFONSECA, Eduardo Dias. A construção da narração do nacional no cinema brasileiro e argentino (1995-2002). 2019. 261 f. Tese de Doutorado (Programa de Pós-Graduação em Artes da Escola de Belas Artes) - Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, 2019
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/5048
dc.descriptionTese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Artes da Escola de Belas Artes, da Universidade Federal de Minas Gerais, como requisito parcial à obtenção do título de Doutor em Artes. Linha de Pesquisa: Cinema. Orientador: Prof. Dr. Evandro José Lemos da Cunha
dc.description.abstractA partir das relações existentes entre o cinema, entendido como uma arte que se relaciona com a comunicação de massa, e a sociedade, a proposta desta tese é averiguar as interseções entre filmes de ficção e a narração da nação. Há dois recortes primordiais para se pensar a construção da narração da nação. O primeiro é territorial e o segundo temporal. O foco é na cinematografia brasileira e argentina no período de 1995 a 2002. Durante os anos de 1990, os dois territórios foram atravessados por uma série de linhas políticas e econômicas que reconfiguraram o fazer cinematográfico tanto nas narrativas e estéticas fílmicas como nas formas institucionais de fomento. Com este ambiente estabelecido, fez-se a pergunta: quais foram as formas de narrar a nação que emergiram de um grupo de filmes do recorte proposto? Iniciando com o debate em torno a uma diversidade de conceitos para circunscrever os parâmetros das narrações da nação, tais como identidade, representação, povo, nação e cultura nacional, esta pesquisa se debruça sobre relações entre o cinema, visto como sintoma para identificar as marcas dos discursos do nacional, e a construção da narração da nação. O corpus fílmico é o seguinte: Carlota Joaquina, a princesa do Brazil (Brasil, 1995), dirigido por Carla Camuratti; Pizza, birra, faso (Argentina, 1998), dirigido por Bruno Stagnaro e Israel Adrián Caetano; Central do Brasil (Brasil, 1998), dirigido por Walter Salles; Garage Olimpo (Argentina, 1999), dirigido por Marco Bechis; Cronicamente inviável (Brasil, 1999), dirigido por Sergio Bianchi; Nueve reinas (Argentina, 2000), dirigido por Fabian Bielinsky; El bonaerense (Argentina, 2002), dirigida por Pablo Trapero; Cidade de Deus (Brasil, 2002), dirigido por Fernando Meirelles e Katia Lund. Este trabalho está centrado tanto no texto fílmico como fonte para análise das marcas do nacional como nas instituições e legislações para fomento do cinema e as possíveis formas de manutenção do discurso do nacional.pt_BR
dc.description.abstractThe proposal of this thesis is to study the intercessions between fiction films and nationhood narration taking into account the existing relations between cinema and society. Cinema is understood as an art that is related to mass communication. There are two primordial cutouts for thinking about the construction of the nationhood narration. The first is territorial and the second is a temporal. The focus is on Brazilian and Argentinean cinematography during the period from 1995 to 2002. During the 1990s, the two territories were crossed by a series of political and economic lines that reconfigure the cinematographic making, both in film narratives and aesthetics, as well as in the institutional forms. Based on this perspective arises our questioning: what are the ways of nationhood narration that emerge from a group of films in the mentioned period? Beginning with the debate around a diversity of concepts to circumscribe the parameters of nationhood narration such as identity, representation, people, nation and national culture this research focuses on relations between the cinema, seen as a symptom to identify the marks of speeches of the national, and the construction of the nationhood narration. The films analyzed are: Carlota Joaquina, a princesa do Brazil (Brasil, 1995), directed by Carla Camuratti; Pizza, birra, faso (Argentina, 1998), directed by Bruno Stagnaro and Israel Adrián Caetano; Central do Brasil (Brasil, 1998), directed by Walter Salles; Garage Olimpo (Argentina, 1999), directed by Marco Bechis; Cronicamente inviável (Brasil, 1999), directed by Sergio Bianchi; Nueve reinas (Argentina, 2000), directed by Fabian Bielinsky; El bonaerense (Argentina, 2002), directed by Pablo Trapero; Cidade de Deus (Brasil, 2002), directed by Fernando Meirelles e Katia Lund. This thesis focuses both on the filmic text as a source for the analysis of national and on institutions and legislations for the promotion of cinema as possible ways of maintaining national discourse
dc.language.isoporpt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectCinema - Brasilpt_BR
dc.subjectCinema - Argentina
dc.subjectNarração do nacional
dc.subjectInstituições de fomento
dc.titleA construção da narração do nacional no cinema brasileiro e argentino (1995-2002)pt_BR
dc.typedoctoralThesispt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record