Show simple item record

dc.contributor.advisorAndré, André Luís
dc.contributor.advisorSchneider, Élen Cristiane
dc.contributor.authorOliveira, Miriam Márcia Pacheco
dc.date.accessioned2017-09-13T17:56:21Z
dc.date.available2017-09-13T17:56:21Z
dc.date.issued2017-07-24
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Miriam Márcia Pacheco de. Território, patriarcado e poder na Tríplice Fronteira: o trabalho doméstico remunerado das mulheres paraguaias na cidade de Foz do Iguaçu. 2017. 69 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia – Bacharelado) – Universidade Federal da Integração Latino – Americana, Foz do Iguaçu, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.unila.edu.br/123456789/2329
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Instituto Latino-Americano de Território, Infraestrutura e Tecnologia, da Universidade Federal da Integração Latino-Americana, como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Geografia. Orientador: Prof. Dr. André Luís André. Co-orientadora: Profa. Dra. Élen Cristiane Schneiderpt_BR
dc.description.abstractA partir da tríade Território-Patriarcado-Poder e das implicações que esse nó traz para as sociedades ocidentais, e em espacial para as Latino-Americanas, nossa análise tem como finalidade buscar compreender as relações de trabalho doméstico remunerado das mulheres paraguaias de origem guaraní em processo de marginalização na cidade de Foz do Iguaçu – Brasil, procurando identificar como se constituíram suas situações de vulnerabilidade, entendendo que a posição de subalternidade imposta a essas mulheres pela condição de ser mulher, pobre e da etnia guaraní, não é particularidade da fronteira Brasil-Paraguai-Argentina, embora existam especificidades locais no caso da venda da mão de obra das mulheres em questão, mas uma condição histórica, socialmente construída para a dominação masculina e para a exploração da mulher tanto pelo sistema patriarcal como pelo sistema capitalista. Dentro da nossa análise, vamos considerar o período da formação do Estado quando da formação da fronteira, passando pelo período do Nacional Desenvolvimentismo, época em que tanto a cidade de Foz do Iguaçu – Brasil - quanto Ciudad del Este– Paraguai -, passaram por um importante processo de urbanização, até o período de Regionalização e Globalização que a fronteira está vivendo nos dias atuais. Temos como intenção, não apenas entender as condições das relações exploratórias do trabalho dessas mulheres, mas buscar perspectivas que contemplem as necessidades de gênero e o conjunto de direitos a que essas trabalhadoras domésticas são privadas por desconhecerem ou por abrirem mão, movidas pelo medo de perder seus empregos. Para nos aproximarmos da realidade dessas trabalhadoras para além do campo teórico via levantamento de dados bibliográficos, buscamos dados empíricos junto a um grupo dessas mulheres paraguaias.pt_BR
dc.description.abstractA partir de la tríade Territorio-Patriarcado-Poder y de las implicaciones que nos trae para las sociedades occidentales, y en especial para las latinoamericanas, nuestro análisis tiene como finalidad buscar comprender las relaciones de trabajo doméstico remunerado de las mujeres paraguayas de origen guaraní en proceso de la marginalización en la ciudad de Foz do Iguaçu – Brasil, buscando identificar cómo se constituyeron su situación de vulnerabilidad, entendiendo que la posición de subalternidad impuesta a esas mujeres por las condiciones de ser mujer, pobre y de la etnia guaraní, no es particularidad de la frontera Brasil-Paraguay- Argentina aunque que existen especificidades locales en el caso de la venta de la mano de obra de las mujeres en cuestión, pero una condición histórica, socialmente construida para la dominación masculina y para la explotación de la mujer tanto por el sistema patriarcal como el sistema capitalista. Dentro de nuestro análisis, vamos a considerar el período del Nacional Desarrollo, época en que tanto la ciudad de Foz do Iguaçu – Brasil, como Ciudad Del Este – Paraguay, pasaron por un importante proceso de urbanización, hasta el período de regionalización y globalización que la frontera está viviendo en los días actuales. Tenemos cómo intención no sólo entender las condiciones de las relaciones exploratorias del trabajo de esas mujeres, sino buscar perspectivas que contemplen las necesidades de género y el conjunto de derechos a que esas trabajadoras domésticas son privadas por desconocer o por renunciar, movidas por el miedo a perder sus empleos. Para nos aproximarnos a la realidad de esas trabajadoras más allá del campo teórico mediante levantamientos de bibliografías, buscamos datos empíricos junto a un grupo de esas mujeres paraguayas
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUNILApt_BR
dc.rightsopenAccess
dc.subjectTrabalho domésticopt_BR
dc.subjectTerritóriopt_BR
dc.subjectPatriarcadopt_BR
dc.subjectPoderpt_BR
dc.subjectFronteirapt_BR
dc.titleTerritório, patriarcado e poder na Tríplice Fronteira: o trabalho doméstico remunerado das mulheres paraguaias na cidade de Foz do Iguaçupt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record